Chalé de Ares

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Lucas Boulevard em Qua Fev 29 2012, 13:42

Lucas mal havia acabado de bater na porta quando sentiu alguém cutuca-lo, ele se virou surpreso por ver Melanie parada atrás dele e ainda por cima com cara de poucos amigos. A quanto tempo será que ela estava ali? Havia visto ele ali na indecisão do que fazer? Esperava que não, ele nunca baixava a guarda com ninguém a não ser com sua irmã e muito menos para Melanie, ele a conhecia bem o suficiente para saber que isso daria mais armas a ela para usar contra ele se ela algum dia perdesse seu interesse por ele.
- Lucas o que você faz aqui? Não me diga que você esta pegando a Sammi? – o modo irônico de Melanie se manifestou, aquele que Lucas a via usar com todos, mas dificilmente com ele. Ela passou por ele abrindo a porta do chalé e entrando. Lucas olhou para dentro fazendo uma varredura e verificando se estavam sozinhos antes de entrar.
- Vai ficar ai parado? – Lucas sorriu para Mel entrando no chalé e fechando a porta.
- Respondendo a sua primeira pergunta, não..eu não estou pegando a Sammi, das filhas de Ares você é a única que eu pego. – Lucas se jogou na cama de Mel vendo-a andar pelo quarto. – Eu vim falar com você, posso esperar você tomar um banho antes, ou.. - Lucas olhou sugestivamente para o banheiro e depois para Melanie sorrindo – posso te fazer companhia. – ele sentou na beirada da cama segurando Mel pela mão quando ela passou por ele sem responder e sem nem olha-lo. – Só quero me entender com você Mel.

Lucas Boulevard


Mensagens : 48
Data de inscrição : 11/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Melanie Howard em Qua Fev 29 2012, 14:53

Revirei os olhos quando ele disse que eu era a única filha de ares que ele pegava,só havia mais 13 chalés ali sem contar os dos Deuses menores. Não duvidava que ele tinha em cada chalé uma garota diferente. Esse era o Lucas e eu não tinha mais paciência com ele.

– Eu vim falar com você, posso esperar você tomar um banho antes, ou posso te fazer companhia.

Ele segurou em minha mão enquanto eu passava, a mão dele era quente sob a minha. Olhei para seu rosto que agora esbanjava autoconfiança. Mordi o canto da boca.

– Só quero me entender com você Mel. Dei a ele meu melhor sorriso irônico antes de tirar minhas mãos da dele.

- Primeiro eu não estou brigada com você. Segundo em todos os chalés tem banheiros, então que tal você ir tomar banho com uma de suas outras. Terceiro, me deixa em paz Lucas. Por favor.

O por favor, havia saído estrangulado, mas parecido com uma suplica, ou uma melodia chorosa. Eu não sabia o que havia acontecido comigo, nunca me importei que o Lucas me tratasse como um objeto, mas de uns tempos para cá eu não sabia o que havia acontecido comigo. Não queria que ele me assumisse como sua namorada ou coisa no gênero. Apenas que ele soubesse me tratar como algo que não fosse um passa tempo informal.

- Sai do chalé. Minha voz saiu cansada. Ele continuou sentado na minha cama. – Olha, eu sinto muito pela sua irmã, eu sei que deve estar complicado sem ela. Eu sinto muito mesmo. Sei que mesmo quando você faz essa cara que não se importa, você é cretino que no fundo sente algo, afinal ela é a única que consegui tirar de você um sentimento que não seja carnal. Eu não deveria ter falado aquelas palavras a ela. Mas eu sou uma cretina barata então não era de se esperar algo melhor.

Quando ele não se moveu caminhei ate a cômoda pegando roupas e uma toalha limpa. Sem dizer nada entrei no banheiro, não me importei em demora. Eu sabia que Lucas não ficaria ali, escovei meus cabelos na frente do espelho embaçado. Quando sai do quarto fiz uma careta.

- Jura? Perguntei levando as mãos para o ar. Lucas continuava sentado na minha cama, como uma estatua, parecia que não havia movido um centímetro se quer.
avatar
Melanie Howard


Mensagens : 80
Data de inscrição : 01/08/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Lucas Boulevard em Qua Fev 29 2012, 16:02

Mel se esquivou de Lucas querendo bota-lo para fora do chalé, mas Lucas não sairia. Continuou sentado na cama de Melanie a encarando, ela querendo ou não ele não sairia dali até os dois estarem bem de novo. Lucas não admitia, mas ele sentia falta dos momentos com Melanie, ela era pegajosa, ciumenta, coisas que Lucas odiava e não tinha paciência, o que fazia com que ele a tratasse mal muitas vezes, mas ele gostava de ficar com ela. Mel jogou baixo mencionando Natalie o que trazia a tona todos os sentimentos confusos que passavam por ele na última semana sempre que o nome da irmã era mencionado. Ele sabia que deveria dizer algo para confortar Mel sobre os irmãos, ela havia praticamente perdido dois e justo os que ela se importava, por mais que ela dissesse o contrário.
Lucas ficou perdido em pensamentos durante um tempo e só voltou a realidade quando percebeu Melanie sair do banheiro – Jura? – ela disse levantando as mãos para o ar impaciente, Lucas sorriu levantando da cama e indo até ela perto da cômoda.
- Eu disse que queria falar com você e como você tocou no ponto delicado posso ser direto. Conseguiu falar com Trevisan? – Lucas nunca conseguia falar sobe Trevisan sem transparecer um tom de irritação na voz. Melanie se virou de cara feia e Lucas percebeu que aquele assunto não deveria ser tratado entre os dois. Lucas culpava Trevisan pela fuga e Mel culpava Natalie, eles nunca se entenderiam quanto a isso.
- Esquece. Que tal falar sobre nós? – ele disse parando bem a frente dela e colocando a mão em seus cabelos – se você preferir nós podemos não falar sobre nada – disse descendo sua mão para a cintura de Mel e a trazendo um pouco mais para perto dele – usar nosso tempo de forma.. – ele aproximou seu rosto de Mel, descendo os lábios perto de seus ouvidos, não impedindo que roçasse nela durante o trajeto – mais produtiva – disse num sussurro – e então? – ele olhou para Melanie fechando os olhos em seguida e a beijando antes que ela pudesse dizer qualquer coisa. Lucas a apertou mais perto dele, ele odiava a distância que ainda existia entre os dois, ele intensificou o beijo a puxando em direção a cama, mas foi impedido por Mel que parou.

OFF: desculpe Mel, estou enferrujado Sad
avatar
Lucas Boulevard


Mensagens : 48
Data de inscrição : 11/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Melanie Howard em Sex Mar 02 2012, 10:20

Eu me separei dele deixando ele perto da cama assim que meus labios saíram dos dele, qualquer saudade que estava de Lucas havia desaparecido. Se ele achava que iria entrar no meu chalé falar mal de um dos meus irmãos me leva para cama e depois agi como se nada tivesse acontecido ele tava enganado. Lucas sempre se acostumou comigo fazendo seus desejos e correndo atrás dele como uma menina idiota, eu era idiota por ele. Mas as coisas mudaram, não daria mais o braço a torcer, se ele tinha o direito de defender a honra da irmãzinha virgem dele eu também tinha o mesmo direito com meus irmãos. Ate hoje não me conformava com Natalie ter levado Gabe e Dan do acampamento.

- Você conseguiu o que queria, agora sai Lucas. Disse enquanto apontava o dedo para porta entre berros no quarto. - Me esquece garoto, não é você que tem mil garotas? Vá com uma delas, eu não sou mais seu passa tempo de tardes. Não vou ser mais idiota de ninguém, muito menos de idiotas como você. E sobre sua irmã. .. Eu analisei a expressão dele se fechar, eu estava quase conseguindo. – A loira daqui sou eu e quem esta cometendo só coisas estúpidas, idiotas e burras é ela. Se ela é tão legal e boazinha porque não levou você com ela no lugar de um dos meus irmãos? Fechei a cara chegando mais perto dele, podia sentir a respiração dele rápida e forte contra meu rosto. – A é esqueci! Natalie não te contou dos planos dela e poxa você o irmãos queridinho dela, mas nisso você apenas prestou para fornecer seus cartões e seu celular. Fiquei ali perto dele mais um tempo olhando seus olhos azuis queimar de raiva, então era isso Melanie, você não consegue nenhum sentimento a não ser a raiva das pessoas. Eu sorria internamente com aquilo. Havia cansado da infantilidade de Lucas.

Nesse dias em que fiquei sem ele havia aprendido duas coisas, que cabeça vazia era oficina do diabo, porque só eu sei o quantos as palavras de Lucas e a forma que ele agia comigo me assombravam, mas também aprendi que coração cheio é multinacional do inferno. Eu poderia realmente gosta de Lucas, porra e como eu gostava dele, se ele soubesse talvez o poder infeliz que tinha sobre mim não ficaria dando certos tipos de mancada. Mas aprendi com meus erros, me valorizei por todos esses anos que passei a deriva de momentos com ele.

E eu que havia prometido a mim mesma nunca desistir dele, aqui estava eu em sua frente pedindo que ele não me procurasse mais. Eu sinceramente não esperava um fim tão deplorável, mas aqui estávamos nós um de frente com o outro terminando o que nunca na verdade havia começado.

- Acabou Lucas. Acabou o que nunca existiu. Sinta-se livre para não precisar mais se esconder entre os chalés e na floresta para pegar suas garotas. Eu só espero que uma delas te faça sofrer o bastante a ponto de se arrepender o que fez com todas. Espero que uma te faça questionar o porque.

Obs: Eu estoi mui boazinha para meu gosto! =/
avatar
Melanie Howard


Mensagens : 80
Data de inscrição : 01/08/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Lucas Boulevard em Sex Mar 02 2012, 16:25

Lucas ouviu tudo o que Melanie disse sem interrompe-la e a cada palavra dela ele ficava mais furioso e percebia o quão idiota havia sido de tentar se entender com ela. A menção do nome da irmã e a culpa que Melanie atribuía a ela era inaceitável por ele. Ele sabia que a irmã havia errado, ele mesmo estava furioso com ela por esconder algo daquele tamanho dele e ainda sumir sem lhe avisar e levar todo o dinheiro que ele tinha e também a única forma de conseguir entrar em contato com ela. Lucas tinha o número de celular de Isa, ele não era idiota de pensar que elas estariam usando aqueles celulares, mas se ele tivesse pelo menos o dele, poderia tentar entrar em contato com elas, infelizmente o número de Isa estava gravado em seu celular que Natalie levou e ele não sabia o número de cor. Independentemente de qualquer situação e de quem fosse culpado Trevisan não era santo, Lucas duvidava de que ele tivesse sido obrigado a algo como Melanie dava a entender.
- Não fale de Natalie, Melanie. Ela está errada em fugir e isso eu admito, mas o seu querido Trevisan não é nenhum santo e duvido que ele não tenha ido de boa vontade. – Lucas se virou indo em direção à porta, mas parando e olhando Melanie mais uma vez. – E não se faça se santa, não venha agora com historinhas de que não vai mais ser idiota de ninguém. Você sempre soube como as coisas funcionavam entre nós, isso sempre foi deixado as claras e você aceitou, eu não te obriguei a nada, mas vamos deixar algo claro – Melanie sabia ser cruel, Lucas também tinha sua parcela de crueldade quando queria, Melanie havia o ferido, ele devolveria da mesma forma. Lucas suspirou continuando – fui eu que estive ao seu lado na maioria das vezes, fui eu que te apoiei em muitas coisas erradas aqui dentro. O que nós tivemos, que fosse só físico, agora não importa, foi o mais perto de uma relação com alguém que você chegou. – ele se aproximou de Melanie – Então acabou? Tudo bem..acabou. Você vive sua vida, eu vivo a minha sem me preocupar com você e espero sinceramente que você consiga encontrar alguém que tenha a paciência que eu tive para agüentar e lidar com os seus chiliques e crises de ciúme. – Lucas se virou transtornado saindo do chalé, ele não queria admitir, mas sentiria falta de Melanie.


TURNO ENCERRADO

Obs: Mel amor não me mate aushaushaus
avatar
Lucas Boulevard


Mensagens : 48
Data de inscrição : 11/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Narrador em Sex Mar 02 2012, 16:31

TURNO ENCERRADO!


Novo turno iniciando-se dia 03 de Março e encerrando em 16 de Março.
avatar
Narrador

Mensagens : 136
Data de inscrição : 23/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Melanie Howard em Seg Mar 05 2012, 12:21

Eu já havia decidido que não iria a porra de baile nenhum. Se havia algo que eu não me simpatizava era festas ainda mais com roupas de gala. Olhei em direção ao cabide pendurado de forma estranha perto da cômoda de cerejeira. Havia algum tempo que o vestido havia ficado jogado dentro da cômoda sem nunca ser usado. Mas Alyssia havia praticamente obrigado a mandar lavar ele e passar. Suspirei enquanto caminhava pelo quarto, Lucas havia tirado meu sono, minha paciência, meu humor e tudo que eu poderia achar que tinha de bom. Eu sabia que ele iria nessa festa e daria em cima de todas as garotas possíveis. Lucas adorava garotas insanas e por um tempo eu era insana, na verdade ainda havia algo insano em mim. Qual era meu problema? Gostava de sofrer, parecer idiota e coisas do gênero. Nós não havíamos conversado depois da nossa briga, em um lugar como o acampamento era impossível não se ver, mesmo assim quando nos víamos desviamos os olhos um do outro. Os boatos haviam corrido pelo acampamento e as garotas que antes tinham medo de mim, rodeavam Lucas com moscas em um jantar estragado. Eu apenas revirava os olhos. O acampamento se dividia, naqueles que diziam que eu havia terminado e nos que diziam que Lucas havia terminado comigo por causa da fuga de nossos irmãos.

- Palhaço, idiota, canalha, cretino, filha da mãe!

Eu disse para as quatros paredes do chalé,parei na frente do espelho quebrado preso em uma parede. Dizendo para o meu próprio reflexo descabelado.

- Você está perdendo a sua memória agora e nada mais será visto ou sentido como antes. As lembranças, os gostos, os sonhos e as vontades tudo e todos, apenas farão parte de um passado já esquecido. Há uma porta diante de você, esperando apenas que alguém entre por ela. Sem levar ao futuro, sem dar chances de concertar o passado, tudo o que acontecerá ao passar por ela será uma perspectiva diferente do seu presente. Não haverão cicatrizes, marcas ou feridas deixadas pelo que já passou, tampouco haverão expectativas, desejos e frustrações sobre o futuro. Será apenas a sua vida e o hoje, nada mais. Você terá que controlar todas as suas ações e se auto guiar, sem ajuda ou maneiras de voltar atrás.

Me achava um tanto louca por falar comigo mesma, mas só então fui perceber que em toda minha vida nunca havia feito isso, nunca havia criado diálogos entre mim mesma. Nunca havia me proporcionado uma conversa com uma parte mais sensata, mas segura de mim mesma. Todo mundo conhecia a Mel, briguenta, irônica, mau humorada. E para mim isso estava de bom tamanho. Sorri satisfeita, o reflexo sorriu comigo.

- Que entre em ação a filha da puta que esta dentro de mim.

Sai do chalé indo em direção ao refeitório, meu estomago pedia por comida.


ENCERRADO
avatar
Melanie Howard


Mensagens : 80
Data de inscrição : 01/08/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Sammi Scarllat em Seg Mar 05 2012, 15:49

Após o almoço voltei para o chalé,entrei sobre ele enquanto via jogado um convite sobre minha cama, avaliei sua borda e seu formato enquanto lia. Depois que terminei de ler percebi que se tratava de uma festa de gala. Era estranho isso, de manhã Maggie havia vestido varios modelos diferentes de vestidos de gala e pedido meu conselho sobre eles e tudo que pude dizer foi que amarelo combinava com ela.

Tomei um banho e me refresquei pois estava com calor ultimamente após o sol parar de se emotivo e resolver voltar ao normal. Sai do banheiro enrolada na toalha e encostei a porta enquanto me vestia e colocava uma rasteirinha.

Estava decidida que iria pedir uma roupa emprestada para Maggie ou provavelmente iria ficar vendo Gabriel desfilar na festa sozinho. Dei um sorriso timido lembrando de Gabriel, não tinha certeza se ele iria ir mas eu queria e estava pronta pra essa ideia de me acabar na pista de dança.

-Vou atrás de Maggie antes que ela desapareça ou fuja de mim!-falei comigo mesma enquanto colocava a blusa branca por cima do sutiã vermelho e saia pela porta sem em importar se a cor vermelha apareceria na blusa pois estava concentrada demais com a festa.

off: desculpa gente to com ciumes da Mel e do Gabriel sozinhos na floresta, mastudo bem! tudo bem! Eu não sinto ciumes pq tenho uma arma. ¬.¬
avatar
Sammi Scarllat


Mensagens : 387
Data de inscrição : 11/01/2012
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Melanie Howard em Sab Abr 14 2012, 09:13

Me olhei no espelho, fiz uma careta para reflexo que de repente eu não conhecia o vestido longo me deixava mais alta o cabelo preso deixava meu rosto mais fino e a maquiagem chamava atenção para os meus olhos, havia 30 minutos que eu sai do banheiro ainda com a toalha na cabeça, eu sabia que nesse instante o refeitório deveria estar repleto de gente e por alguns instantes pensei em Lucas com certeza ele estaria lá, ou talvez quem sabe ele já estaria atracada com alguma garota na parte traz do refeitório. Balancei a cabeça tentando não pensar mais nisso, em meus lábios um sorriso brotou uma hora dessa Isabella estava presa, pensei em Gabe eu odiara ter que colocar ele em meio a confusão ele era meu melhor em tudo, mas no fundo eu me sentia traída já que ele não havia me dito nada sobre raptar Dan.

Fiz um beicinho saindo de perto do espelho e pegando a sandalha no armário, as coloquei e andei pelo chale por alguns instantes ate me acostumar com o salto. Peguei a bolsa prata de mão. Não ousei sentar para esperar Gabriel, sera que ele faria o que combinamos? Me senti insegura ao confiar no namorado de Sammi, mas eu não podia fazer nada eu precisa de um álibi e ele seria o meu, eu estava disposta a contar a ele o que eu havia feito. Eu estava disposta a contar que havia traído meu próprio irmão.
Um nó se formou em minha garganta.

Eu me senti uma palhaça andando de lado para outro do quarto, olhei no relógio empoeirado na parede. Gabriel estava atraso. E se ele já estivesse na festa? Meu plano estaria perdido ou não. Mas eu não havia pensado em uma segunda escapatória. "RELAXA NINGUÉM VAI DESCOBRIR, NINGUÉM VAI AO MENOS DESCONFIAR DE VOCÊ." Uma voz em minha mente tentava me tirar da loucura e outra um pouco mais baixa me chamava de mesquinha e hipócrita, eu não sabia qual ouvir, mas aquela mais baixa não precisava nem ao menos gritar para me ferir. A cada vez que ela repetia uma facada penetrava em meu peito.
avatar
Melanie Howard


Mensagens : 80
Data de inscrição : 01/08/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Gabriel Tenebræ em Sab Abr 14 2012, 14:45

Resolvi ao Chalé de Ares, para ver se Melanie já estava lá. Havia esperado por ela na frente do refeitório por certo tempo, tentando evitar Sammi e os outros, porém Leo tinha me visto, e não sabia se ele havia contado para Sammi que eu estava presente. Ela ficaria brava, muito brava.
Bastante eu acho.

Corri até o Chalé de Ares, e bati na porta. Talvez ela já tivesse chegado. Mas eu torcia pra que isso não acontecesse. O que Sammi pensaria ao nos ver chegando juntos na festa? Ao mesmo tempo que eu pensava nisso, eu morria de curiosidade. Queria saber o que Melanie havia aprontado fora do Acampamento. E ela teria que me falar tudo.

"Droga", pensei, "Eu tinha que ter aceitado isso?"

Percebi um movimento do lado de dentro do chalé, passos e barulhos estranhos.

Fiquei ali do lado de fora esperando.
avatar
Gabriel Tenebræ


Mensagens : 133
Data de inscrição : 10/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Narrador em Sab Abr 14 2012, 19:06

A conversa no refeitório continuou, os semideuses ainda estavam parados no mesmo local batendo papo, James começando a se enturmar, era fácil conversar com todos eles, mas um deles começou de repente a ficar um pouco mais quieto. Sammi passou a falar menos e a pensar mais em seu namorado, Gabriel, que até aquela hora não havia aparecido na festa o que era estranho já que ele havia combinado de a encontrar ali. Sammi começou a se preocupar e pediu licença para o grupo que conversava animado e ainda não havia percebido que a garota mais animada dali parecia ter perdido um pouco sua alegria.

Sammi saiu da festa decidida a procurar seu amado, mas ela não sabia para onde ir. Por fim se decidiu pela praia, mas logo ao chegar lá percebeu que havia sido a escolha errada, Gabriel não estava ali, então resolveu ir até o chalé de Hades, quem sabe ele não havia se atrasado e estava ainda se arrumando.

Ela começou a andar rapidamente em direção aos chalés, mas parou assim que viu Gabriel parado em frente à porta do chalé de Ares. A garota sorriu, pelo jeito o namorado havia mesmo se atrasado e ainda havia passado em seu chalé para verificar se ela esperava por ele. Ela recomeçou a andar, indo em direção ao namorado, quando a porta do chalé se abriu e Melanie apareceu deslumbrante num vestido tomara que caia que realçava ainda mais sua beleza. A garota sorriu para Gabriel que a seguiu para dentro do chalé fechando a porta. Nenhum dos dois percebeu Sammi do lado de fora, olhando para os dois sem saber o que fazer e pensando em mil coisas diferentes sobre a cena que ela havia acabado de ver, todos os pensamentos ruins, apesar dela não ter visto nada demais, mas sabem como é, a garota vê o namorado que havia combinado de encontra-la na festa entrar em seu chalé com sua irmã. Ela respirou fundo, fechando os olhos e abrindo-os lentamente decidida. Essa noite teria briga. Ela andou furiosa em direção ao seu chalé.

Do lado de dentro do chalé Gabriel questionava Melanie sobre o que ela havia feito, ela tirou os olhos do chão encarando o rapaz medindo o que diria a ele. Por fim decidiu que aquele não era o momento.

- Olha. – Ela começou com uma voz que parecia cansada. – Eu estive pensando, eu não quero que você se envolva comigo. Você é realmente bom.

- Eu já estou Melanie, já estou mentindo por causa de você, poderia pelo menos ser sincera.

Ao lado de fora Sammi se aproximou da porta abrindo uma frecha para que pudesse ver o que estava acontecendo e se espantando com o que a irmã estava dizendo. Mas Melanie conseguiu captar o movimento da porta. Ela havia se arrependido de colocar Gabriel em suas armações, ela gostava um pouco do garoto. Mas não tinha nenhuma simpatia com Sammi. Sendo assim Melanie agiu.

Ela deu um passo em direção a Gabriel que continuava de costas para a porta e o abraçou. No primeiro instante o rapaz apenas enrijeceu o corpo, mas logo ele relaxou dando tapinhas nas costa de Melanie, ela sussurrou em seu ouviu.

- Fica bem e obrigada por tudo.

Pegar uma conversa pela metade nunca dá certo e era óbvio que qualquer um ali no lugar de Sammi teria entendido de forma errada a conversa que os dois campistas estavam tendo. E foi no instante que Melanie abraçou Gabriel que Sammi escancarou a porta com tudo, fazendo com que ela batesse na parede e assustando Gabriel que ainda não havia percebido a presença da namorada no local.

Ele olhou para Sammi espantado, vendo o olhar furioso e de desapontamento da garota para ele e se dando conta do que ela deveria ter pensado vendo o abraço que Melanie havia lhe dado, mal sabendo ele que ela havia escutado boa parte da conversa.

- Boa noite irmãzinha. – disse Melanie sorrindo e saindo pela porta em direção à festa, deixando o ambiente tenso no chalé.


ENCERRADO PARA MELANIE
avatar
Narrador

Mensagens : 136
Data de inscrição : 23/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Afrodite em Seg Abr 16 2012, 08:15

ai como somos más! Muhahaha

_________________
avatar
Afrodite

Mensagens : 46
Data de inscrição : 21/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Sammi Scarllat em Seg Abr 16 2012, 15:57

Sai do refeitorio e fui dar uma volta, estava cansada de ficar lá parada sem musíca ou qualquer outro tipo de divertimento, Leo e Maggie pareciam ter percebido isso em mim mas o tedio já havia me dominado e ficar lá segurando um tronco em chamas- porque vela seria um apelido carinhoso de dizer isso de Leo e Maggie.

Fui até a praia atrás de Gabriel talvez ele estive lá não é? Pois é não estava, passei algum tempo lá parada olhando o mar e a correnteza se quebrando enquanto pensava se eu estava sendo meio que "ciumenta demais" pois na noite passada antes da festa um pesadelo de Melanie beijando Gabriel havia me feito acordar na madrugada, tinha praticamente passado a noite lá olhando Melanie e pensando que ela no fundo não era assim pois talvez eu estivesse errada sobre ela e talvez ela fosse boa do jeito dela.

Me levantei da areia e me coloquei a andar novamente só que agora para os chalés pela primeira vez eu estava indo pelo caminho mas demorado , aproveitei a oportunidade e passei no chalé de Hades mas tudo que havia encontrado era a irmã de Gabriel a Gween saindo e indo para o refeitorio após lhe perguntar se ele estava lá, por um momento o pensamento que ele deveria estar se arrumando ainda havia falhado e eu estava rezando para que o meu pesadelo não fosse real.

Coloquei um sorriso sobre o meu rosto e me encaminhava para o chalé a procura de um salto que não fosse tão perigosos e torturador como aquele que eu estava.No caminho para o meu chalé pude perceber a forma corporal de duas pessoas,depois de olhar um pouco melhor percebi que era Melanie e era estranho vela de vestido pois ela ficava bonita mesmo e Gabriel com a roupa de gala falando com ela, logo os dois entraram no chalé e tive que fazer o frio que serrava a minha garganta descer novamente para o meu estomago.

Parte de mim dizia que aquilo era normal e eu deveria deixar queto pois não era nada mas a outra parte dizia para eu entrar lá logo e acabar com isso pois os dois deveriam fazer isso todas as vezes que eu não estava por perto, sai das sombras e sorri com um meio fio indo embora sem passar pelo chalé e penas voltando pelo meu caminho inicial.

"Você e idiota o que? Ele te coloca Chifre é e isso que você faz? Tenha dó ne Sammi"era simplesmente estranho pois algumas pessoas veêm sua parte má como diabinha eu vejo minha parte má como eu de lengirie vermelha com preta e chifrinho e minha parte boa como eu com 10 anos pura e inocente demais."Ei! Cale a boca você não sabe de nada" retruquei para mim mesma na mente ate que minha parte inocente finalmente falou: "Se fosse você iria lá desculpa mas uma coisa e ser boa e outra e ser Idiota!" e foi assim que pela primeira vez mentalmente eu me concordei com os meus dois lados, isso era estranho ao mesmo tempo que maluco mas ai estava o sentido de se ao descobrir, eu havia descoberto algo na qual eu mesma tinha certeza de ambos os lados. Eu iria descobrir porque Gabriel Tenebral estava me traindo com Melanie Howard !

Voltei aos chalés chegando mas perto de lá, me coloquei perto da porta enquanto ouvia as vozesnada nitidas ainda lá dentro um pequeno barulho ocorreu com a beiradinha da porta se abrindo para olhar melhor mas no momento pensei que ninguem houvesse visto ou percebido até que consegui finalmente ouvir as vozes l

- Olha. – Ela começou com uma voz que parecia cansada. – Eu estive pensando, eu não quero que você se envolva comigo. Você é realmente bom.

- Eu já estou Melanie, já estou mentindo por causa de você, poderia pelo menos ser sincera.-Gabriel retrucou.

Melanie chegou perto de Gabriel e o abraçou, fogos começaram a seguir sobre minha cabeça e minha contagem regressiva para me acalmar parecia ter desaparecido e nem que eu começa-se do cem conseguiria me acalmar agora, meus dentes pareciam queimar sobre minha boca e tudo que eu conseguia imaginar era a vontade de matar Gabriel, naquele momento eu não riria negar que era apenas deixaria a filha de Ares fazer uma pequena "apresentação" para eles e ver se o publico em volta apreciaria a nova Sammi!

Não ouvi o que Melanie disse para Gabriel por ultimo pois apenas soquei a porta e ela se abriu, o primeiro momento senti uma desordem e esperança de que fosse apenas minha imaginação mas lá estavam eles que havia pulado com o susto e se soltado do abraço unido, um sorriso ficou sobre minha face mais não um sorriso feliz mas um sorriso frio e furioso até que o meu jeito sarcastico com uma pitada de calculismo fez minha voz sair mas revoltante e dura da forma como eu queria.

-Tok,tok! Desculpa estraguei o momento fraternal de vocês dois? Desculpa eu eu esqueci que no final somos filhos de um mesmo Deusa já que o Olimpo e uma putaria sem fim nessa merda não é? Que lindo eu juro que achei principalmente por ter certeza que EU era sua namorada Gabriel...

Melanie pareceu mordeu o labio como se tentasse não rir mas eu pretendia devolver esse presentinho para ela também ou talvez um dia ou até hoje seu terminasse com Gabriel e tivesse tempo de jogar seu corpo no lixo-sim talvez mas agora o assunto que pretendia começar, ele o garoto que me fitava com os olhos preocupados.

- Boa noite irmãzinha. -disse Melanie saindo.

-Faça um favor e avise que o Sr. Tenebrae não vai comparecer na festa se perguntarem e muito menos eu!-eu disse sem olha-la nos olhos enquanto fuzilava Gabriel friamente e batia a porta atrás de seu corpo enquanto passava pela porta.

-E então Amorzinho me conta como foi o abraço da Mel quente,frio gostoso, suado, prazeroso? Serio pode me dizer eu nem estou brava.-eu menti com um sorriso falso e feroz enquanto via um vaso belissimo que havia em cima das comodas do chalé, o vaso era simplesmente lindo e vinha da sala de artesanato do acampamento onde normalmente as filha de Afrodite faziam. Os vasos haviam sido feito especialmente para a festa como lembrete e ele possuia em grego antigo um envelope em cima que havia vindo junto com o convite, analisei o vaso enquanto mantinha meu rosto o maximo possivel longe de Gabriel para ele não perceber AINDA a raiva que eu continha em mim.







OFF: desculpa mas não me aguentei enquanto lia o post do Narrador, eu não sabia muito bem no começo como me colocar nervosa dai a minha amiga que joga RPG tbm e que tava do meu lado disse simplesmente: "seja você em off e vai render uma filha de Ares impecavél".Agora quero ver se essa nova personalidade no MOMENTO FILHA DE ARES: ONLINE vai dar certo pra Sammi.E lembrando esse post ta TÃO PEQUENO NE? QUEREM QUE EU AUMENTE?
avatar
Sammi Scarllat


Mensagens : 387
Data de inscrição : 11/01/2012
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Gabriel Tenebræ em Ter Abr 17 2012, 14:56



"Meus deuses!", pensei. Tudo havia ocorrido de uma maneira inesperada. Melanie me abraçado, Sammi entrando no chalé com fúria, e eu sobrando ali. Apanhando de graça.
"Droga!", pensei, batendo em minha perna. Queria poder voltar para aquele dia na floresta e não ter aceitado a proposta de Melanie. Acebei assim: fiz algo que praticamente não fiz, não sei o Melanie fez, e já imagino o que Sammi pode fazer.

No momento do abraço, não tive reação. Apenas fiquei ali, parado com o corpo enrijecido. Logo, "abracei-a" de forma discreta, meio que como consolo. Eu achava que ela estava mal, então não vi aquilo como uma "traição".

Porém, caso você não saiba, eu sou amaldiçoado. Não por ser 'filho dos mortos', mas por estar sempre no lugar e na hora errada, fazendo a coisa errada. Foi aí que Sammi entrou.


Minha primeira reação foi retirar a mão de Melanie e desgrudar o abraço. Depois, eu gelei. Não falei absolutamente nada, até Melanie sair e Sammi dirigir a palavra à mim.

-E então Amorzinho me conta como foi o abraço da Mel quente,frio gostoso, suado, prazeroso? Serio pode me dizer eu nem estou brava.

"Não ta brava?", pensei levantando uma sobrancelha. Por um momento fiquei calado, esperando que Sammi falasse mais algo. Alguma ofensa ou maldição, mas vi que não tinha mais nada a dizer no momento.

Então, eu disse:

- Fui pego de surpresa - eu disse olhando-a nos olhos - Não sei porque ela fez isso. Não fui eu, eu juro. E você está brava sim. Eu sei.

Eu conseguia "ler as emoções das pessoas", não era bem um poder dos filhos de Hades, porém minha mãe já foi psicóloga, então aprendi uns "truques" com ela.

- Sammi... Melanie me usou - eu disse sentando-me em uma cama ali, olhando para baixo - Eu fiz um pequeno favor à ela, sabe... Pensando que iria me fazer fugir dessa rotina do Acampamento...

Olhei para ela e mudei de assunto:

- Eu te amo.
avatar
Gabriel Tenebræ


Mensagens : 133
Data de inscrição : 10/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Sammi Scarllat em Ter Abr 17 2012, 15:15

Fechei a porta quando Melanie passou, um fogo ardia sobre minha pele mas eu não demonstrava isso, gostava da ideia de diblar as pessoas e parecer calma para assim poder somprieende-las.

Passei a mão sobre o vaso que estava sobre uma das comodas enquanto matinha meu rosto sobre o objeto vi que Gabriel começou a falar comigo, parte de mim queria apenas mata-lo mas a outra parte queria alguma argumentação para o faze-lo antes.

- Fui pego de surpresa - eu disse olhando-a nos olhos - Não sei porque ela fez isso. Não fui eu, eu juro. E você está brava sim. Eu sei.

-Sim, nunca e culpa dos homenes só das mulheres. É! Ela tem culpa no cartorio também mas sobre ela eu resolvo depois pois agora o assunto e você!-eu rebati com a voz seria.

- Sammi... Melanie me usou - ele disse se sentando agora na cama - Eu fiz um pequeno favor à ela, sabe... Pensando que iria me fazer fugir dessa rotina do Acampamento...

Eu estava pronto para gritar com Gabriel quando eu fui interrompida pela sua voz doce e seu rosto angelical enquanto me olhava, eu não tive como não lhe olhar agora. Seu olhos brilhava enquanto me viam e ele disse:

- Eu te amo.

Dei um sorriso e meu rosto se transformou em algo fofo e gentil, "ele disse que me amava?" meus braços sederam e tudo pareceu tão perfeito. Coloquei minha mecha atrás da orelha e me virei novamente para ele enquanto dava alguns passos em sua direção e um sorriso ainda maior do que o primeiro me iluminou.

-Serio Amor?-eu disse ainda examinando o vaso quando joguei o objeto na direção de Gabriel, por sorte o garoto conseguiu se defender no ultimo segundo e sair da direção do vaso.-a QUANTAS VOCÊ JA FALOU ISSO?-Minha voz saiu alta e furiosa enquanto o barulho do vaso quebrado se distanciava.
avatar
Sammi Scarllat


Mensagens : 387
Data de inscrição : 11/01/2012
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Gabriel Tenebræ em Ter Abr 17 2012, 15:32



E quando tudo parecia melhorar... Piorou.

Vi o movimento de Sammi, vi o vaso vindo em minha direção, e assim, consegui desvia-lo.
-A QUANTAS VOCÊ JA FALOU ISSO? - ela gritou, furiosa.

Me permiti dar um pequeno sorriso, meio que sarcástico. Não estava gostando daquilo. Tenho que ser mal por natureza, mas não consigo.

-Sabe... - eu comecei a dizer ainda com o sorriso frio - Não está certo isso. Não sei porque eu estou me importando tanto. Você é diferente mesmo. Não parece, mas eu e Gween somos iguais. Sou esnobe, frio, antipático, impiedoso. Só não mostro isso. Não quero que ninguém veja como eu sou realmente, assim eu tenho uma vantagem sobre elas. Mas com você é diferente. Com você eu não consigo nem pensar em me mostrar realmente.

Levanto o olhar novamente, com um sorriso sincero e tranquilizador:

- Com você, eu sou eu...

Me levanto e paro ao lado dela. Não tenho medo de ninguém, mas com Sammi é diferente. Não que eu a tema. Mas eu a respeito.

- "Aaah, quantas vezes você ja falou isso?" - repito o que ela disse, de uma forma calma - Inúmeras vezes. E em todas, eu estava falando a verdade. Tente me perdoar Sammi. Perdoe um pecado que eu não fiz.

Abro a porta e saio para a noite, não sei para onde, apenas começo a andar.





ENCERRADO emo mode/on
avatar
Gabriel Tenebræ


Mensagens : 133
Data de inscrição : 10/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Sammi Scarllat em Ter Abr 17 2012, 15:57

Meu rosto estava saindo do vermelho a raiva ainda me dominava mas eu não havia me importado por telo atacado, ele sorrio mas um sorriso sarcástico que eu conhecia perfeitamente bem.

-Sabe... Não está certo isso. Não sei porque eu estou me importando tanto. Você é diferente mesmo. Não parece, mas eu e Gween somos iguais. Sou esnobe, frio, antipático, impiedoso. Só não mostro isso. Não quero que ninguém veja como eu sou realmente, assim eu tenho uma vantagem sobre elas. Mas com você é diferente. Com você eu não consigo nem pensar em me mostrar realmente.

Eu não sabia como ele conseguia mas a cada palavra era como se eu acreditasse nele como se eu confiasse nele novamente, tampei essa brecha pois eu tinha medo de abrir um lugar novamente pois não sabia se tinha lugar para mais magoa dentro de mim.

- "Aaah, quantas você ja falou isso?" - ele repitio o que eu havia dito perto de mim,, de uma forma calma ate.- Inúmeras vezes. E em todas, eu estava falando a verdade. Tente me perdoar Sammi. Perdoe um pecado que eu não fiz.

Não olhei para ele apenas ouvi sua voz perto de mim e logo em seguida ele saindo pela porta, fui ate a porta para fecha-la quando percebi que "alguns" campistas que não quiseram ir para a festa estavam de olho no chalé, provavelmente preocupados com a barulheira que houve mais não me importei.

Fechei a porta, e atrás dela meus joelhos se cederam, eu jurei a mim mesma que não choraria mas parecia impossível fazer isso, eu falei a mim mesma varias vezes que chorar era para os fracos mas meu rosto queimava junto com as lagrimas que desciam pelo meu rosto enquanto meu corpo estava grudado na porta que havia se fechado.

-Já que Merthiolate e tão bom será que se eu tomar ele cura meu coração?-me perguntei enquanto via um Merthiolate sobre uma das camas e tentava sorrir da piada mas acho que meu humor havia se esgotado e parecia bem melhor beber.

Peguei meu Iphone e o coloquei no ouvido enquanto pegava um chocolate e o comia enquanto a musica que tocava me fazia afogar todas as magoas,peguei uma vodka e comecei a beber enquanto ficava deitada na cama chorando como uma imbecil. A musica parecia não acabar mais assim como meu sofrimento, cai na cama com o sono com a garrafa vazia jogada sobre o chão e o Iphone descarregado de tanto tocar.

ENCERRADO
avatar
Sammi Scarllat


Mensagens : 387
Data de inscrição : 11/01/2012
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por James Stark em Qui Abr 19 2012, 13:22

- Não se preocupe comigo, não acho que terei problemas, se tiver no máximo uma bronca. Eu supero. – James disse dando-lhe um sorriso. Eles pararam em frente ao chalé, Mel se afastou verificando o quarto, o porque ela precisava fazer aquilo, James não fazia ideia.

- Deseja entra e tomar uma xícara de chá? - Ele ponderou o convite de Mel..não ele não deveria entrar, saírem juntos da festa já não seria bem visto, James entrar no chalé vazio com Mel seria pior ainda, mas uma parte dele dizia que ele devia ter certeza de que Mel realmente estava bem e isso significava garantir que assim que ele virasse as costas ela não cairia e ficaria por ali mesmo, portanto James aceitou o convite do chá, sem realmente ter a intenção de beber um, até porque ele sabia que Mel não teria um chá no chalé.

Ele assentiu e Mel entrou no chalé, James a acompanhou encostando a porta. Ela foi em direção ao local onde James pensava que fosse sua cama meio cambaleando e ele a acompanhou de perto. – Ok Mel, pegue suas coisas e vá tomar um banho, isso vai ajudar com a bebedeira. Assim que eu tiver certeza de que você não cairá em coma alcoólico eu volto pro meu chalé. – ele não sairia dali até confirmar que Mel realmente ficaria bem, ele devia isso a seu amigo.

- Porque você verificou o quarto antes de entrar? Só faltou você entrar na ponta dos pés. – ele olhou em volta. - Essa é a sua cama? – ela confirmou e ele se sentou esperando que ela pegasse suas coisas e fosse para o banheiro.

_________________
James Stark | Filho de Apolo | 22 anos | | Instrutor

Narração :: Falas :: Falas alheias :: "Pensamentos"
avatar
James Stark


Mensagens : 37
Data de inscrição : 05/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Melanie Howard em Qui Abr 19 2012, 14:41

Fiz um sinal de obediência desses que soldados fazem quando vê seus generais quando ele me mandou para o banho, enquanto eu zanzava pelo quarto atrás de roupas ele me perguntou porque eu havia espionado o quarto antes de entrar.

- A é porque quando sai para a festa, a kurupira quero dizer a Sammi estava aqui com o projeto de namorado dela, eu acho que eles estavam discutindo sobre qualquer coisa. Pensei que eles pudessem ter se reconciliado e estar dividindo a mesma cama. – Eu me sentei do lado dele na cama retirando as sandálias. – Já volto!

A água quente do chuveiro me fez clarear a mente eu me sentia a cada instante mais sã. Tomei uma banho demorado eu costumava sempre demorar em meus banhos, meu corpo inteiro agora cheira a vodka por fim resolvi lava ate mesmo meu cabelo. Demorei alguns minutos para pentear o cabelo e me vestir, não ousei colocar um pijama com James largado em minha cama. Quando abri a porta ele analisava o chalé parecia que não havia se mexido nenhum centímetro. Eu parei perto da cama o olhando. Agora sim eu conseguia raciocinar.

- Você ficou para me dar uma bronca? – Eu cruzei os braços em meu peito e ergui um pouco o queixo. – Porque se foi isso, não precisa. Amanha minha dor de cabeça provavelmente vai me colocar na linha.

Só após eu tomar banho que fui pensar porque James havia ficado? Se fosse outro garoto poderia ate dizer que estava se aproveitando da situação, mas ele em nenhum momento demonstrou nada a mais do que preocupação e com esse sentimento eu não estava acostumada. Ninguém nunca demonstrava preocupação comigo. Logo expulsei esse pensamento da cabeça, provavelmente ele estaria mais preocupado com a reputação dele.

- Eu não deveria ter te colocado em meio a isso. Eu ... eu, não era minha intenção.

Eu andei de vagar me sentando ao lado dele na minha cama. Brinquei com as pontas do meu cabelo ainda molhadas. Então a ficha caiu.

- Meu Deus James! – Eu virei meu corpo completamente para ele agarrando o lado dos seus braços ele pareceu um pouco assustado. – Você salvou minha reputação, você não tem noção como foram esses últimos dias que larguei do Lucas, todos me olhavam esperando que eu fosse fazer algo. Esperando que eu fosse ao encontra dele ou das garotas que ele esta saindo. – Antes que ele me esperasse pulei em sua direção em um abraço de urso. Ate eu mesma me assustei com a minha reação inesperada. Mas se tinha algo que eu prezava era minha reputação, odiava que as pessoas me olhassem com pena ou quando elas sabiam de mais da minha vida, todos sabiam sobre o termino de meu relacionamento com Lucas.

O perfume de James dispersou meus pensamentos. Trazendo-me a realidade seu corpo ainda estava rígido. Suspirei no seu pescoço inalando o perfume da pele dele.

-O.obrigada. – Eu disse, qual foi a ultima vez que eu tinha feito isso? Não me lembrava naquele momento eu ainda estava em êxtase com perfume dele
avatar
Melanie Howard


Mensagens : 80
Data de inscrição : 01/08/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por James Stark em Qui Abr 19 2012, 16:03

Mel entrou no banho e James ficou sentado a esperando. Para quem não queria ter saído de seu próprio chalé essa noite ele bem que estava zanzando bastante por aí. Ele ficou imaginando como ele estaria se sentindo se ele pelo menos tivesse se entendido com Alyssa, talvez um pouco menos culpado, ou mais dependendo da reação dela.

Ele olhou em volta do chalé, a cama de Dan ficava ao lado da de Mel e estava arrumada sem nenhum dos pertences dele por perto, ele sabia que algumas coisas Gabe havia levado junto quando eles fugiram, mas o resto não estava em nenhum lugar a vista, era como se fosse apenas uma cama vazia esperando um novo irmão ser reclamado. James balançou a cabeça tentando dispersar os pensamentos ruins.

James olhou em direção à porta do banheiro quando escutou ela ser aberta. Melanie saiu parando ao seu lado. - Você ficou para me dar uma bronca? Porque se foi isso, não precisa. Amanha minha dor de cabeça provavelmente vai me colocar na linha. – ele a analisou mais detalhadamente. Mel era muito parecida com Dan, não exatamente na aparência, mas nas coisas em que dizia, a forma como muitas vezes agia, claro que Mel sempre agia mais com a raiva do que Dan, mas até nisso eles eram iguais. Ela sabia se livrar de uma bronca e parecer se sentir culpada da mesma forma que Dan fazia. James sorriu.

- Não Mel, não vou te dar uma bronca, eu não sou tão severo como você pensa. Até porque quem seria eu para te dar uma bronca sendo que eu bebi também.

- Eu não deveria ter te colocado em meio a isso. Eu ... eu, não era minha intenção.

- Relaxa Melanie, você não me colocou no meio de nada. Nós apenas fomos para a festa e nos divertimos, certo? Nada demais.

Ela se aproximou sentando ao seu lado e os dois ficaram quietos por alguns instantes. - Meu Deus James! – ele que ainda estava distraído se assustou com o grito de Melanie - Você salvou minha reputação, você não tem noção como foram esses últimos dias que larguei do Lucas, todos me olhavam esperando que eu fosse fazer algo. Esperando que eu fosse ao encontra dele ou das garotas que ele esta saindo.

James a olhou confuso, mas antes que pudesse expressar qualquer coisa Melanie praticamente pulou o abraçando. James parou sem saber o que fazer. Ele não sabia se a abraçava de volta, se a afastava ou se simplesmente continuava que nem um idiota paralisado, mas a pele quente de Melanie de encontro a sua despertou nele sensações que ele não deveria sentir com a irmã de seu melhor amigo. Como se tivessem vida própria seus braços se mexeram, abraçando Melanie de volta e a trazendo mais para perto dele.

- O.obrigada. – James não respondeu, ele reuniu sua coragem novamente e deslizando as mãos das costas de Melanie para sua cintura a afastou devagar.

Mel você é uma garota estranha sabia. – ela o olhou confusa e ele sorriu de lado - Você provavelmente vai ganhar a fama de que pega todo mundo e está aqui me agradecendo? – ele se levantou andando em direção à janela, ele precisava de algo que o distraísse por alguns segundos – Nunca vou entender as garotas, vocês são complicadas. – ele esbarrou em algo que estava em cima da cômoda ao lado da janela. Um quadrinho com uma foto de Mel e dos irmãos estava em cima da cômoda. – Sente falta deles? – ele desviou o olhar da foto para ver Melanie que continuava sentada.

_________________
James Stark | Filho de Apolo | 22 anos | | Instrutor

Narração :: Falas :: Falas alheias :: "Pensamentos"
avatar
James Stark


Mensagens : 37
Data de inscrição : 05/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Melanie Howard em Qui Abr 19 2012, 17:31

- Nunca te contaram? Não se ganha fama quando já se tem. – Eu disse com uma voz amarga e fazendo uma careta. – Estou acostumada por ser chamada de vadia, cretina, hipócrita, briguenta ou tudo isso só em uma frase. – Eu sorri sem humor ele levantou da cama andando pelo quarto o acompanhei com os olhos enquanto colocava minhas pernas dobradas sobre a cama. Pensei no que James havia dito provavelmente amanha minha fama deveria estar piro que já estava não me importei eu sabia que assim que colocasse minha cara para fora amanha todos vão falar.

- Sente falta deles?

- Hum? – Eu voltei para realidade. Olhei para a foto em seus mãos. – An, um pouco. Eles devem estar bem, Gabe fez o que tinha que fazer. – Eu me encolhi aquele era um assunto perigoso, James estava entrando em áreas que eu não gostava de falar, Gabe e Dan era o mais perto de família que eu tinha e eu simplesmente não queria falar sobre eles.

- Você deve sentir falta da sua casa das coisas que você tinha é como sinto em relação a eles eu sei que vou voltar a vê-los eu apenas não sei quando. - Eu me levantei e peguei a foto em suas mãos, havia sido tirada em um natal que prometemos passar juntos na casa da mãe de Gabe, a família dele era o que se poderia chamar de algo unido, eu ainda carregava a foto porque simplesmente aquele foi o único natal que eu tive. Olhei os meus próprios olhos na foto eles brilhavam hoje eu saberia que eram opacos. Sem brilho algum.

- Nós estamos perdendo tempo não é? – Eu elevei os olhos James parecia confuso com minha pergunta. – Quero dizer, nunca conseguiremos ser livres por completo sempre vai ter algo incomodando, sempre seremos meio humanos. Sempre vamos ter que nós esconder e nós proteger. Às vezes eu queria ser igual às garotas da escola. Importar-me com coisas fúteis, encontrar um namorado que jura-se amor eterno e me preocupar apenas com minha notas no colégio ou com a faculdade que eu iria exercer.

Eu sorri para o nada.

- Imagina eu chorando porque minha unha quebrou? Ou te contando sobre o ultima coleção de uma marca famosa. – Fiz uma cara de nojo. – Não é para tanto também mesmo que não fosse semideusa acho que não seria frescurenta, ser briguenta ta no meu sangue. É igual você ser bonito ta no seu sangue James. Eu acho que você esta na profissão errada vira modelo.Olha perfeito eu seria uma garota fútil loira de um colegio e você um modelo, provavelmente eu te veria nas fotos de revista e imaginaria como seria seus dias viajando por ai.

Eu estava mil vezes melhor. E meu mau humor normal estava voltando para mim, mas com ele eu simplesmente não conseguia. Droga droga droga isso não é bom isso não é nada bom Melanie, talvez essa fosse a hora certa para você dizer para ele que esta cansada. Uma parte da minha cabeça gritava, mas simplesmente resolvi ignora-lá.

- E você do que sente falta?
avatar
Melanie Howard


Mensagens : 80
Data de inscrição : 01/08/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por James Stark em Qui Abr 19 2012, 21:42

James caiu na risada, somente Melanie mesmo para imaginar aquele tipo de coisa, ele não levava jeito nenhum para modelo assim como ela não tinha jeito para ser fútil. Ele se encostou na cômoda ficando de frente para Mel. – Garota só você mesmo para ter essas ideias loucas. Você com esse temperamento tenho certeza que sempre se meteria em encrencas e daria um trabalhão danado para quem estivesse perto de você. – ela fez um bico e James revirou os olhos a puxando pela mão e fazendo com que ela se encostasse ao lado dele. – Vamos lá Mel isso foi um elogio – ele disse passando o braço pelos ombros de Mel – um elogio torto, mas ainda sim um.

Ela o olhou como se decidisse se deveria relevar o comentário ou o socar e James fez uma careta. – Não me deixe tentar elogiar alguém, nunca mais.

- E você do que sente falta? – James a princípio não entendeu o que ela queria dizer e então a lembrança da conversa anterior voltou. Ele soltou o braço que ainda estava apoiado em Melanie e fitou a janela.

- Não sei Mel, eu acho que eu só queria ter uma vida normal. Estar em casa com minha mãe e meus irmãos sem preocupações sabe..quer dizer, sem preocupações relacionadas a monstros e tal. Só queria o básico, trabalhar, estudar, passar meu tempo livre em casa com meus irmãos, só me preocupar se eles estão bem, se as contas estão em dia, essas coisas. Pode ser meio idiota, mas acho que é isso. – ele voltou a atenção para Mel – apesar que..bem, se eu tivesse tudo isso eu não teria os meus amigos, pelo menos não esses e eu não me imagino sem eles fazendo parte da minha vida, entende? – ele respirou fundo e se levantou – deuses isso está ficando depressivo, que tal deixar esses assuntos pra trás e nos focarmos em outra coisa – colocou as mãos no bolso e continuou – por exemplo, o fato de que eu deveria estar indo embora para que você possa dormir e se preparar para sua ressaca.

James havia desenvolvido durante os anos uma afeição por Mel, não como se fosse um interesse amoroso, ele achava que era mais um espelho do que Dan sentia pela irmã. Mel era a menininha de Dan e James achava que essa preocupação que ele sentia agora por ela era algo que ele aprendeu a ter com Dan, ele não estava ali para cuidar e proteger ela, Gabe também não estava, então James sentia que ele devia fazer as vezes dos irmãos e cuidar dela até que eles pudessem fazer isso de novo. Era claro que era por esse motivo que ele realmente não sentia vontade de ir embora, ele não queria deixa-la sozinha.

Ele se aproximou dela – eu sei que eu não sou uma das melhores companhias ou alguém que você queira dividir algo, mas se precisar de alguma coisa, qualquer coisa, se alguém te incomodar, se alguém te magoar você me procura ok. Eu sei que você conversava muito com o Dan, se sentir falta pode falar comigo. Nós nunca fomos próximos, mas eu me preocupo com você. – ele lhe deu um leve beijo na testa – se cuida. Boa noite.

James se afastou indo em direção a porta, ele deu um aceno de cabeça pra Mel e saiu rumo ao chalé de Apolo.



TURNO ENCERRADO

_________________
James Stark | Filho de Apolo | 22 anos | | Instrutor

Narração :: Falas :: Falas alheias :: "Pensamentos"
avatar
James Stark


Mensagens : 37
Data de inscrição : 05/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Narrador em Sex Abr 20 2012, 16:49

TURNO ENCERRADO!


Novo turno iniciando-se dia 20 de Abril e encerrando em 30 de Abril.
avatar
Narrador

Mensagens : 136
Data de inscrição : 23/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Gabe Trevisan em Qua Maio 16 2012, 17:08

Meu corpo estava caindo.

De lugar muito alto mais parecido com o andar do hotel que ficamos essas semanas todas, na verdade eu havia sido empurrado um leve toque pelas costas. Eu estava em queda livre era possível ver o chão se aproximando em uma velocidade incrível, era meu fim. Do chão eu não passaria, mas também não levantaria. Quando o impacto chegou, meu corpo e minha mente foram lançados para fora do meu sonho. Eu estava sentado em minha cama no chalé Ares, meu cabelo estava molhado fazendo com que ao entrar em contato com minha testa, ele grudasse ali. Passei a mão tirando um pouco da umidade que havia se formado. Joguei meu corpo para trás na cama. Desde quando havia voltado sonhos como esses invadiam minhas noites.

Revirei-me sobre os lençóis inquieto, meus olhos se focaram no radio relógio com luzes vermelho florescente ainda faltava uma hora antes dos treinamentos começarem. Meu reflexo me fez olhar para outra direção, alguém me olhava. Não, olhava não era a palavra correta a se usar, Melanie me encarava.

Deitada em sua cama, ela me olhava como uma cobra analisando sua presa. Se eu não conhecesse Mel naquele momento teria medo, os cabelos pretos davam um contraste com a pele branca e o edredom branco que ela usava. Foquei-me em seus olhos, eles haviam se tornados mais frios desde quando eu havia partido no fundo eu tentava buscar aquela Melanie com os olhos úmidos que um dia encontrei querendo fugir do acampamento. Mas, ali na minha frente estava a Melanie forte, indestrutível, se eu me focasse um pouco quase seria possível ver a barreira que ela criava para que as pessoas não se aproximassem de mais. Quando cheguei havia conversado um pouco com James ele havia me adiantado sobre alguns acontecimentos incluindo que ela e Lucas haviam dado um fim em seu “romance.” Eu achava aquela noticia por um lado boa Melanie não era demonstra seus sentimentos, mas eu sabia que ela sentia algo por Lucas. James também havia me dito que Melanie havia passado da conta um dia e ele havia tirado ela carregada de uma festa no refeitório. Pelo tom de voz dele, era mais uma pedido de desculpas, do que uma explicação plausível.

Ela ainda me estudava.

- Não é legal acordar com você olhando desse jeito. – Ela sorriu, um sorriso fraco sem brilho. O sorriso também não chegou em seus olhos eles continuavam opacos eu descreveria como uma nuvem negra sobre eles. – Melanie com o problema com você? É o Lucas? – Eu sabia que minha pergunta seria em vão, ela não me daria uma resposta fácil, mas eu já estava desespero. Não ouvia mais os gritos de Melanie com ninguém ela apenas treinava, quase sempre a cegas já que seus golpes eram certeiros, ela não se permitia errar.

O sorriso dela se fechou, ela se arrumou na cama analisando as camas ao redor e virando os olhos para o teto do chalé, eu esperei por qualquer indicio de uma resposta.
avatar
Gabe Trevisan


Mensagens : 62
Data de inscrição : 12/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Melanie Howard em Qui Maio 17 2012, 11:20

Eu estava acorda a um bom tempo, não conseguia dormir. Eu estava agradecida por sentir o cheiro do shampoo de Gabe e ter ouvido a risada de Dan novamente fraca, mas ouvi ela com alegria consegui ate mesmo sorrir junto. Um movimento me fez olhar para a cama de Gabe, ele se debatia ao meu lado, de repente ele se sentou eu fiquei ali o olhando enquanto ele voltava à realidade. Quando seus olhos caíram em mim eles eram doce e gentis como eu me lembrava. Eu senti tanta falta desse olhos que não se decidiam se eram azuis ou verdes.

- Não é legal acordar com você olhando desse jeito. Sorri com a forma que as sobrancelhas dele se uniram. – Melanie com o problema com você? É o Lucas? Suspirei fechando meu sorriso, tirei os olhos dele encarando o teto. Ele esperava uma resposta, mas eu não a daria fácil.

- Eu estou bem Gabe, não há nada de errado comigo. Só estou treinando mais que normal e me dedicando mais ao acampamento. – Era estranho eu falar isso, nunca fui dedicada aos treinos sempre treinei para descontar minha raiva em alguém, eu me sentia um pouco estranha dentro de mim mesma.

- Falando em treinar. Eu preciso de um banho esta quase na hora do treino e eu preciso encontrar James no aérea de treinamento. E você também, lembra castigo?

Fiz um careta enquanto tirava o edredom sobre mim. Me levantei estralando os braços e me esticando, peguei entre o caminho uma toalha. Olhei para Gabe no caminho ele continuava deitado em sua cama me estudando.

- Quando eu voltar quero minha cama arrumada. Rum!

Entrei no banheiro me encostando na porta fria e suspirei alto. O movimento fez algo frio descer ate meus pulmões ate mesmo o ar dentro de mim se tornava frio, estremeci tirando a roupa e me entregando a água quente do chuveiro. O vapor me distraiu por alguns minutos eu brincava com as nuvens que formava e pareciam sair da minha pele.

Desistindo desliguei o chuveiro me sequei, escovei meu cabelo e meus dentes e sai do banheiro.
avatar
Melanie Howard


Mensagens : 80
Data de inscrição : 01/08/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Gabe Trevisan em Qui Maio 17 2012, 14:14

Sentei-me na cama assim que Melanie passou pela porta do banheiro, arrumei minha cama e olhei para janela o dia parecia frio lá fora. Dei um sorriso torto enrolando mais ainda os lençóis e o edredom da cama de Melanie.

Quando a porta do banheiro fez um som eu me sentei novamente na minha cama, Mel saiu pela porta com um conjunto de moletom verde musgo com o cabelo ainda molhado, a pele do rosto dela tinha manchas vermelhas na bochecha, talvez por causa da água quente do chuveiro.

- Sua cama esta arrumada senhorita. – Eu disse fazendo um sinal para a cama dela, ela fez uma careta quando olhou para cama indo em direção da mesma e começou a arrumar. – Hey, eu te conheço sei que você não esta para papo hoje, mas eu acho que você esta treinando de mais eu gosto da Mel que soca as pessoas antes de pensar, não gosto dessa que controla ate mesmo a respiração. – Eu fiz um sinal em sua direção.

Ela arrumou o travesseiro e olhou em minha direção, não disse nada por fim andou de uma lado para o outro pelo chalé em silencio, pegando algumas coisas e apenas mudando as de lugar.

- Eu soube sobre James. – Isso a fez parar o que estava fazendo, mas logo ela apenas balançou a cabeça e continuou o que estava fazendo. – Eu sei que não ouve nada Mel, mas eu também sei que você já teve uma como posso dizer queda por James.

Ela me encarou de forma desafiadora. Eu tinha conseguido tirar Mel de seu estado Zen, se havia algo que eu sabia era que quando Melanie estava furiosa ela dizia tudo. Porem logo a expressão dela se suavizou, enquanto ela caminhava pelo chalé ela cantou um trecho de uma musica. Fiz uma careta acompanhando ela com os olhos ou Melanie estava ficando louca ou ela queria me deixar com raiva.

Pulei cama em sua direção e agarrei pelo braço a girando para mim. Ao contrario do que ela faria a dias a traz ela não se afastou nem mesmo tentou um golpe contra mim, ela apenas levantou um pouco o queixo e soltou um suspiro alto no meu rosto, o cheiro de menta e creme dental entrou pelas minhas narinas.

- Você pode enganar todos, mas eu te conheço. E eu sei que a algo com você, mesmo que eu tenha que mover o céu e o inferno para descobrir Melanie eu vou descobrir. – Usei meu tom mais ameaçador, ela apenas sorriu e fez um bico, fingindo estar magoada. O som da porta me fez a soltar.

Caminhei em passos largos ate a porta. James estava parado ao lado de fora. Como eu havia imaginado o frio tomou conta do mar corpo me fazendo abraçar meus próprios braços. Eu havia visto James no dia em que cheguei e depois nos treinos, mas não havia tido tempo para conversarmos direito. Dei um abraço nele.

- Cara, você ouve o som da minha voz pronunciar seu nome? Entra aqui fora esta meio gelado.

Eu abri mais a porta para que ele entrasse, Melanie parecia estar longe olhando pela janela do quarto sentada em sua cama.

avatar
Gabe Trevisan


Mensagens : 62
Data de inscrição : 12/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Ares

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum