Orla da praia

Página 3 de 12 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Lucas Boulevard em Qua Jul 13 2011, 21:00

- Ok, não falo com você sobre ela então. Combinados? - Lucas apenas assentiu, concordando. - Não sei se as roupas dele seriam por isso, talvez sim, talvez não, mas ele é um garoto legal. Ele estava aqui conversando comigo e com a Alice antes de você chegar e não..não sei quem é a garota. Deve ter chegado hoje. Porque você não vai la, já que parece estar interessado, só não brigue com ela, por favor, vai que ela é uma garota legal.
- E deixar você sozinha? Nem pensar! - Negou Lucas, mas instantes depois desviou o olhar para a garota. O menino filho de Hades ia embora. Voltou a olhar para Natalie. - Aposto que é filha de Afrodite. - Murmurou. Balançou a cabeça, forçando-se a esquecer seu mais novo objetivo. - E então, como você está? Realmente senti sua falta... Ah, minha mãe mandou lembranças. Ela te espera em casa depois que o verão acabar. - Sorriu. A mãe de Lucas simplesmente amava Nathalie. Ela dizia que ele se tornava uma pessoa diferente com a irmã.

Lucas Boulevard


Mensagens : 48
Data de inscrição : 11/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Natalie Dion em Qua Jul 13 2011, 21:23

"E deixar você sozinha? Nem pensar!" Lucas olhou para a garota novamente e depois disse "Aposto que é filha de Afrodite.E então, como você está? Realmente senti sua falta... Ah, minha mãe mandou lembranças. Ela te espera em casa depois que o verão acabar."

"Ah qual é Lucas até parece que eu nunca fiquei sozinha não é? Eu também pensei que ela deve ser uma das filhas de Afrodite, pelo menos tem jeito, mas não vamos saber ate perguntar" disse a ele, o puxei pelo braço e sentamos na pedra em que eu estava sentada antes com Alice e Gabriel.

"Eu estou bem, você sabe o mesmo de sempre. Mal vejo minha mãe com esse monte de trabalhos extras que ela arranja para poder pagar as despesas, mas esta tudo bem. É nessas horas que eu mais sinto sua falta sabia, você é minha melhor companhia." disse olhando para o lado, falar de minha mãe me trazia recordações ruins e sempre me dava vontade de chorar e não gostava de que Lucas me visse assim, não mais, ele já teve que me aguentar em depre por muito tempo e levei mais tempo ainda para que ele acreditasse que essas coisas não me afetavam tanto mais. Era dificil pensar no que a vida da minha mãe se tornou depois da morte da minha tia e de eu vir para o acampamento, não gosto de deixa-la sozinha, mas é necessário.

Respirei fundo e sorri "Ah eu quero ve-la. Gosto muito da sua mãe e tenho que confessar que adoro ir pra lá porque ela sempre me mima um pouco" disse rindo e entrelaçando meu braço no de Lucas. "Então, o Gabriel foi embora, não quer ir lá e chama-la pra conversar com a gente?" perguntei para Lucas acenando em direção a garota que agora estava sozinha na praia.
avatar
Natalie Dion


Mensagens : 165
Data de inscrição : 29/06/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Gabe Trevisan em Qui Jul 14 2011, 09:28

Era essa a época do ano que eu desejava passar dormindo o dia todo. Acampamento.

Ou será que a palavra certa era purgatório? Se houvesse uma maneira de conciliar os meus pecados, isso devia contar no ajuste de alguma forma. O tédio não era uma coisa com a qual eu me acostumei; cada dia parecia mais impossivelmente monótono do que o último.
Como não poderia passar meu dia dormindo eu treinava incansavelmente. Eu acho que essa era a minha forma de dormir se dormir era definido como um estado de inércia entre períodos ativos.

Eu olhei para as rachaduras de terra pelo caminho que fazia ate a orla da praia, imaginando padrões por dentro deles que não estavam lá.
Eu fiz uma careta só com um pequeno movimento da minha boca, quando avistei Lucas e sua irmã na praia. Eu não tinha nada contra a menina, mas ele conseguia me tirar dos nervos.

Analisei a praia de ponta a ponta. Meus olhos se prenderam por uma pequena fração de segundo com um grande cabelo negro que dançava com o vento, ela estava de costas. Eu senti uma estranha urgência de ir ate a garota, que coisa estranha a se sentir. Tentando entender as motivações por trás desse impulso, eu examinei a garota nova mais uma vez. Talvez fosse algum instinto de proteção que estava há muito tempo enterrado o mais forte pelo mais fraco. Era a mesma sensação que tinha quando chegava em casa e queria ver Anne a garota olhou para o lado dando a mim a visão de seu rosto do lado direito. Filha de Afrodite, eu não precisara chegar mais perto si tinha uma coisa que havia aprendido era reconhecer as pessoas com um olhar.

Caminhei lentamente ate a garota com os braços nas costas, parei ao seu lado inalando o cheiro da maresia.

"Olá. Filha de Afrodite" - eu disse na voz calma formando um sorriso educado com meus lábios que não mostraria nenhum dente.
avatar
Gabe Trevisan


Mensagens : 62
Data de inscrição : 12/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Isabella Bittencourt em Qui Jul 14 2011, 10:29

Isabella olhava para o mar quase si perdendo em pensamentos, quando sentiu olhos a fuzilarem olhou para onde o casal estava eles falavam sobre ela disso ela tinha certeza uma voz chamou sua atenção.

- Olá, Filha de Afrodite.

A raiva passou pelos seus olhos enquanto olhava no rapaz ao seu lado, tirando os olhos do casal.

-Meu nome é Isabella, Isabella, Isabella.

Ela disse com raiva e terminando a ultima palavra quase gritando, ela sabia que o rapaz não tinha culpa, mas simplesmente não agüentava mais ser chamada de filha de Afrodite.

- Me desculpe por isso, mas vocês têm um costume horrível de não chamar as pessoas pelos seus devidos nomes.
avatar
Isabella Bittencourt


Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Gabe Trevisan em Qui Jul 14 2011, 12:32

Seus olhos caíram em mim, como facas afiadas. Foi ímpar quão amável sua raiva foi. Como um furioso gatinho, macio e inofensivo, e também ignorante quanto a sua própria invulnerabilidade. Ela ficou rosada e apertou seus dentes

" Meu nome é Isabella, Isabella, Isabella." Abafei uma risada. Ela já estava nervosa o suficiente. Depois de alguns instantes, Isabella relaxou.

"Me desculpe por isso, mas vocês têm um costume horrível de não chamar as pessoas pelos seus devidos nomes." A voz dela havia se tornado agradável e amigável. Tive que sorrir.

" Meu nome é Gabe Trevisan." - eu disse. Era o jeito educado de começar. " Não tive a oportunidade de me apresentar antes." - Decidi pular a parte de quem era meu pai. " Eu posso estar sendo muito mal educado, mas não me recordo de saber qual era seu nome, sendo assim achei que seria mais apropriado te chamar de filha de Afrodite, me desculpe se em algum momento fui informal."

Ela olhava para mim, arco-íris dançando em seu rosto, seus olhos insondáveis.
Analisei-a cuidadosamente, ela era muito bonita… de uma forma diferente. Melhor do que estando bonita, seu rosto estava interessante. Não tão simétrico - seu queixo mais pontudo fora de sincronia com as maçãs do rosto largas; fortemente ruborizadas. - o claro e escuro contraste da sua pele e seu cabelo; e então os olhos. Azuis como uma piscina era tão difícil não me afogar ali.

Eu nunca havia sentindo a necessidade de me socializar com os demais, mas essa garota era quase apelativa, a mesma urgência em vim falar com ela eu ainda sentia em não deixá-la partir.
Eu olhei para as nuvens sem realmente vê-las.

“Eu não recordo de você, é nova no acampamento?” eu disse. Minha voz soou gentil sem que eu me esforçasse para isso.
avatar
Gabe Trevisan


Mensagens : 62
Data de inscrição : 12/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Gabriel Tenebræ em Qui Jul 14 2011, 12:34

Ainda andando pela areia eu vi um garoto que se aproximava, ele era mais velho que eu, e não consegui determinar de quem ele era filho. "Outro de Hefesto?",pensei,"Não...Hermes? Tambem não... Ares!" Ela parecia ser um filho de Ares.
Ja estava quase terminando a praia, quando eu me virei. Ele estava indo falar com a Isa...

Ele falou algo que não entendi, mas que ela parecia ter se irritado.
"Chamou ela de filha de Afrodite",pensei.

O casal ainda estava conversando, agora sentados na pedra onde eu Nathalie e Alice estavamos a algum tempo.
"Sera o destino", pensei amargurado,"Que os filhos de Hades fiquem sozinho? Nossa como eu sou emo!"Resolvi então, esquecendo do banho, contornar a ''pedra do casal".

Ali a alguns metros de distancia deles fiquei olhando o mar, tentando me recordar do que aconteceu com minha mãe
avatar
Gabriel Tenebræ


Mensagens : 133
Data de inscrição : 10/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Isabella Bittencourt em Qui Jul 14 2011, 15:03

Isa deslumbrou o sorriso torto que o rapaz deu, era suave fácil que deu vontade sorrir com ele

-Meu nome é Gabe Trevisan. Não tive a oportunidade de me apresentar antes. Eu posso estar sendo muito mal educado, mas não me recordo de saber qual era seu nome, sendo assim achei que seria mais apropriado te chamar de filha de Afrodite, me desculpe se em algum momento fui informal.

Sua pele ficou vermelha se sentiu uma tola na frente do garoto, ela havia sido educado com ela e ela sido uma grossa medíocre

“Parabens Isabella, sua boas maneiras passaram longe” pensou

A pele havia ficado mais vermelho ainda, ela analisou o rapaz ele era alto mais gracioso não era desengonçado seus movimentos eram leves e ate mesmo o jeito de falar parecia calmo.
Ele olhou para o céu, ela acompanhou seu olhar, mas a claridade não deixou ela ficar olhando por muito tempo voltou os olhos ao rapaz.

-Eu não recordo de você, é nova no acampamento?

O braço dele continuava nas costas como si estivesse de guarda

- Annn. Sou cheguei aqui ontem. Ela disse tirando os olhos do rapaz e olhando para suas mãos. Olha desculpa, si fui grossa com você, é meio estranho para mim estar aqui sabe.

Ela travou decidindo que pararia de fazer dramas e contar para pessoas que a vida dela la fora era três vezes mais favorável que a daqui. Suspirou ainda olhando para as mãos

- Você é filho de quem?
avatar
Isabella Bittencourt


Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Gabe Trevisan em Qui Jul 14 2011, 17:12

Ela me encarava, esperando, como se eu não tivesse terminado minha frase.

"Annn. Sou cheguei aqui ontem. Olha desculpa, si fui grossa com você, é meio estranho para mim estar aqui sabe".

Eu senti a tristeza em sua voz. O som me desarmou, relaxei meus músculos e meus braços, enfiando a mão no bolso.
Ela suspirou de leve, e me perguntei o que a teria deixado triste. Encarei seu rosto, prestes a perguntar. Ela encarou silenciosamente suas mãos. Isso me deixou impaciente; eu queria colocar minha mão embaixo de seu queixo e levantar sua cabeça para que eu pudesse ler seus olhos. Mas fazer isso seria tolice de minha parte. Suas mãos faziam movimentos circulares nos dedos
Isso me deixou ainda mais curioso, ainda que relutante em perguntar. Sua voz de soprano me tirou da indecisão.

“Você é filho de quem?” - Ela me olhava com curiosidade, mas ainda havia tristeza em seus olhos.

Sua tristeza me fez sentir estranhamente impotente, desejando que houvesse algo ao meu alcance para fazê-la sentir-se melhor.

“Ares, meu pai é Ares.” - Sorri tristemente. Imagens invadiram meus pensamentos, trazendo à tona metade de uma vida, para uma rua suja, onde uma mulher de meia idade estava tirando as folhas secas de uma macieira no quintal. O cheiro de maçãs era forte no ar - a colheita tinha acabado e as frutas rejeitadas estavam espalhadas pelo chão, os machucados nas suas cascas deixavam escapar as suas fragrâncias como grossas nuvens. Um campo recém cortado de feno era um fundo de paisagem para o cheiro, a harmonia. Eu andava pela rua, estava tudo menos distraído pensando em que acabara de ver, o animal ainda deveria estar estendido na rua. O céu lá encima estava púrpura, laranja acima das árvores.

Eu extraí profundas arfadas de ar, tentando clarear a minha cabeça e os meus pensamentos.

“E sobre você não ter agido apropriadamente com alguém que nem conhece, é só aceitar me encontrar mais vezes e eu te perdoou.” - Eu fiz minha voz ficar o mais suave e convincente que eu pude.
avatar
Gabe Trevisan


Mensagens : 62
Data de inscrição : 12/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Isabella Bittencourt em Sex Jul 15 2011, 09:19

- Ares, meu pai é Ares.

Isa olhou para Gabe que sorriu, mas o sorriso não havia chegado a seus olhos, eles ficaram distantes em outro lugar, ela ficou apreciando o momento silencioso do garoto, aproveitou para gravar em sua memória traços do rosto dele a pele branca o cabelo bagunçado os olhos azuis os labios vermelhos.
Ele suspirou alto tirando ela do devaneio

- E sobre você não ter agido apropriadamente com alguém que nem conhece, é só aceitar me encontrar mais vezes e eu te perdoou.

Ela sentiu sua pele pegar fogo, sorriu sem graça. Se lembrando o quão idiota foi com o rapaz. Só depois de alguns segundos processou o que Gabe havia dito.

- Te ... encontrar?

Gaguejou, Porque ela estaria gaguejando? Isa sempre foi boa em paqueras e agora ela parecia uma menina de treze anos. "E quem disse que ele esta te paquerando?" Mordeu os labios olhando para a areia segurou os olhos por alguns instantes no chão.

Depois caiu no riso. Ela sempre fazia isso quando estava nervosa. Olhou Para Gabe

- É impossível agente não se encontrar estamos no mesmo acampamento Gabe!
avatar
Isabella Bittencourt


Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Artemis em Sex Jul 15 2011, 09:35

OFF: Essa é filha de Afrodite mesmo hein ashausahush Very Happy

_________________
Artemis ~ Deusa da Caça ~ Moderadora




avatar
Artemis


Mensagens : 114
Data de inscrição : 21/06/2011
Localização : por aí..

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Gabe Trevisan em Sex Jul 15 2011, 10:22

“Te... encontrar?” ela gaguejou, reagindo de alguma forma ao meu olhar fixo.

Eu fiquei levemente distraído, enquanto ela entrava em uma batalha mental, Ela desviou o olhar para o chão, e mordeu os lábios, era. Seus punhos estavam apertados ao lado da perna. Sua respiração se amarrou, e quebrou.
Ela sorriu. Seus lábios se curvaram nas pontas, e seus olhos azuis se aqueceram. Eu havia acabado de admitir que queria vê-la novamente, e ela estava sorrindo. O que havia de errado com ela? Ela tinha um senso de humor mórbido?
Eu dei um meio-sorriso. Pareceu que eu tinha feito corretamente. É claro que eu estava tendo um pouco de dificuldade olhando através de seus olhos. Eu estava deslumbrado com seu sorriso. Eu tentava memorizar tudo dela, ate mesmo os gestos simples.

“É impossível agente não se encontrar estamos no mesmo acampamento Gabe!”

De repente eu estava nervoso, ansioso pelo pior. E ainda, como era tentador prolongar esse momento. Ter Isabella comigo, de boa vontade, só por mais alguns segundos. Eu suspirei com o dilema.

“Eu quis dizer, me encontrar por boa vontade Isa, não pelo acaso” - Ela ouviu como a minha voz disse o nome dela com carinho?

Minha mão se levantou, sem um comando consciente para que isso acontecesse. Tão gentilmente como se ela fosse feita do mais fino vidro, como se ela fosse tão frágil como uma bolha, meus dedos tocaram a pele quente que cobria sua bochecha. Ela esquentou ao meu toque.
Já chega, eu ordenei, apesar de minha mão estar lutando para acariciar sua face. Já chega.
Foi dificil de trazer minha mão de volta, de me fazer parar de me mover mais próximo a ela do que eu já mais havia estado. Milhares de diferentes possibilidades explodiram em minha mente em um átmo - milhares de maneiras de tocá-la. A ponta do meu dedo traçando o contorno de seus lábios. Minha palma acariando seu queixo. Seus cabelos e deixando ele se espalhar em minha mão. Meus braços envolvendo-a pela cintura, segurando-a contra a extensão de meu corpo.
Já chega.

Qual era meu problema eu havia acabado de conhecer ela e nesse momento parecia que ela era minha orbita eu precisava dela para continuar seguindo.
avatar
Gabe Trevisan


Mensagens : 62
Data de inscrição : 12/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Isabella Bittencourt em Sex Jul 15 2011, 11:54

- Eu quis dizer, me encontrar por boa vontade Isa, não pelo acaso - disse Gabe acentuando meu nome de uma forma mais carinhosa.

Olhei para Gabe e me perdi por segundos em seu olhar. Quando me dei conta ele acariciava meu rosto de forma gentil, com toques leves que me fez corar. Olhei para o chão sentindo meu rosto ficar cada vez mais quente. Da mesma forma que a caricia começou, ela foi interrompida. Ergui a cabeça e olhei para Gabe. Ele estava perdido em pensamentos. Olhei para o mar e pensei no que ele havia dito, encontrá-lo de boa vontade? Sim, definitivamente queria vê-lo de novo, mas iria fazer isso? Essa era a questão mais complicada.

Analisei seu rosto emoldurado de forma perfeita e então foi nesse momento que comecei a me sentir tensa. Gabe era lindo, mas essa aproximação repentina me trouxe recordações...recordações de momentos que eu precisava esquecer...me lembrei de Alec, de como eu ainda o amava. Não sabia o que fazer, o que responder, não queria passar uma impressão errada a Gabe, mas qualquer coisa que possa ter pensado em responde-lo poderia ser interpretado errado.

- Sim, claro, quero encontrar você novamente. Seria bom. - disse sorrindo.
avatar
Isabella Bittencourt


Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Gabe Trevisan em Sex Jul 15 2011, 13:49

" Sim, claro, quero encontrar você novamente. Seria bom."

Minhas mãos estavam formigando. Eu as flexionei e então cerrei os punhos, mas elas continuaram a me aferroar de forma indolor. Relaxei as pontas dos meus dedos me permiti um longo olhar para o rosto dela.
Havia uma pequena ruga entre suas sobrancelhas, os cantos de seus lábios para baixo. Eu acenei com a cabeça. Eu lancei um olhar ao relógio no meu pulso, desanimado por meu tempo com ela estar no final.

Ao olhar para ela, eu comecei a me sentir quase agoniado pelo pensamento de dizer um adeus temporário. Ela era tão delicada e vulnerável. Parecia imprudente deixá-la fora da minha vista, onde qualquer coisa podia acontecer com ela. E ainda, as piores coisas que poderiam acontecer com ela resultariam em estar ao meu lado.

Isa eu preciso ir, amanha eu te encontro aqui. – Eu beijei sua bochecha. Ela sorriu, na bochecha pisadelas de sangue apareceram, observei seus lábios cheios se erguerem nos cantos, um sinal de uma covinha que se mostrava na ponta de seu queixo, o modo como que seu rosto havia aquecido sob meu toque.

Eu forcei-me a virar, para mover-me para longe dela. Meu corpo moveu-se pesadamente, sem vontade. Deixei minha mente hesitante para olhá-la enquanto eu caminhava apressadamente para longe.
avatar
Gabe Trevisan


Mensagens : 62
Data de inscrição : 12/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Lucas Boulevard em Sex Jul 15 2011, 15:33

- Eu estou bem, você sabe o mesmo de sempre. Mal vejo minha mãe com esse monte de trabalhos extras que ela arranja para poder pagar as despesas, mas esta tudo bem. É nessas horas que eu mais sinto sua falta sabia, você é minha melhor companhia. - Disse Nat olhando para o lado. Lucas sabia que falar de sua mãe trazia à tona lembranças desagradáveis para ela. Passou um braço pelos ombros da amiga/irmã. Ela suspirou fundo e sorriu. - Ah eu quero ve-la. Gosto muito da sua mãe e tenho que confessar que adoro ir pra lá porque ela sempre me mima um pouco. Então, o Gabriel foi embora, não quer ir lá e chama-la pra conversar com a gente? - Lucas gostou da idéia. Tirou o braço dos ombros dela, e entrelaçou com o dela. Olhou para onde estava a menina, mas antes que pudesse dizer à irmã que "Sim, é uma boa idéia", um garoto alto chegou e sentou com a garota. Lucas trincou os dentes. Trevisan. Filho de Ares. Idiota.
- Acho melhor falar com ela mais tarde... Enfim, ouvi falar de uma festa. Quatro anos nesse lugar e nunca vi isso! - Riu-se, embora não conseguisse tirar o fato de que sua futura conquista estava com outro garoto. - Você vai?
avatar
Lucas Boulevard


Mensagens : 48
Data de inscrição : 11/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Natalie Dion em Sex Jul 15 2011, 16:02

“Acho melhor falar com ela mais tarde...”

Olhei para o lugar onde a garota estava e agora ela não estava mais sozinha, Gabe havia se aproximado e conversava com ela. Tinha certeza que Lucas não havia gostado nada nada disso, afinal ele estava de olho na garota e agora ela estava ao lado com Gabe. Lucas e Gabe nunca se deram bem e pelo que eu sei desde sempre, nunca soube o porque, mas não é difícil adivinhar, Lucas não se dava bem com a maioria das pessoas, a exceção era sua mãe e eu e mesmo assim nós discutíamos e discordávamos muitas vezes.

“Enfim, ouvi falar de uma festa. Quatro anos nesse lugar e nunca vi isso! Você vai?” voltei minha atenção para Lucas.

“Han?” o que ele havia falado mesmo..ah sim..festa “Aah, a festa? De boas vindas para os novos campistas?” Lucas assentiu “Nem estava sabendo direito, a Alice que me falou dela. Estou pensando em ir sim, agora que eu conheço algumas pessoas acho que vai ser legal. Você vai?” Olhei para a praia e vi Gabriel sentado um pouco ao lado ‘De onde ele veio que eu não vi’ me virei então para Lucas e percebi quando Gabe se despediu da garota e foi saindo, ela estava sozinha novamente e parecia perdida em pensamentos.

“Vai com alguém em especial?” voltei minha atenção para Lucas novamente. Não sabia se nessas festas as pessoas iam acompanhadas, se fosse eu estava ferrada “A garota esta sozinha novamente” disse acenando em direção a ela.
avatar
Natalie Dion


Mensagens : 165
Data de inscrição : 29/06/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Lucas Boulevard em Seg Jul 18 2011, 11:29

- Han?Aah, a festa? De boas vindas para os novos campistas? - Lucas apenas assentiu, segurando o riso pela confusão da irmã. - Nem estava sabendo direito, a Alice que me falou dela. Estou pensando em ir sim, agora que eu conheço algumas pessoas acho que vai ser legal. Você vai?
- Você vai estar lá, não vai? Claro que eu vou! Quem vai te proteger daqueles filhos de Apolo sem nenhuma vergonha na cara se eu não for? - Riu, bagunçando o cabelo dela. Ela odiava quando ele fazia isso, mas Lucas achava engraçado.
- Vai com alguém em especial? - Mas antes que Lucas pudesse responder, Natalie acrescentou: - A garota esta sozinha novamente. - Imediatamente, Lucas olhou para o outro lado da praia. A garota realmente estava sozinha. Era sua deixa, sua chance. - Vou lá falar com ela, quer ir junto? - Sorriu para Natalie, se levantando e estendendo a mão para ajudá-la a se levantar.
avatar
Lucas Boulevard


Mensagens : 48
Data de inscrição : 11/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Natalie Dion em Seg Jul 18 2011, 11:42

"Você vai estar lá, não vai? Claro que eu vou! Quem vai te proteger daqueles filhos de Apolo sem nenhuma vergonha na cara se eu não for?" disse Lucas em seguida bagunçando meu cabelo. Me afastei dele o olhando de cara feia. "Não faça isso Lucas".

"Vou lá falar com ela, quer ir junto?" disse se levantando e estendendo a mão me ajudando a levantar. Olhei para ele, para a garota e depois para ele novamente 'Ate parece que eu ia me meter nisso neh'. "Nah, eu vou para o chalé, ver se eu acho algo decente para vestir. Vai você." Lucas assentiu. "Espera" disse colocando a mão na cintura. "Não preciso que você me proteja, ja sou bem grandinha e posso me virar sozinha. Vai que eu quero arranjar um namorado." olhei para Lucas e ri.

"Vai lá logo. Vou pro chalé" olhei Lucas se aproximar da garota e depois segui para o chalé.



ENCERRADO
avatar
Natalie Dion


Mensagens : 165
Data de inscrição : 29/06/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Gabriel Tenebræ em Seg Jul 18 2011, 11:55

Estava olhando o mar, pensando, tentando me recordar de alguma coisa do acidente, que tinha ocorrido a alguns meses, eu acho, parece que eu tinha ficado inconsciente por um bom tempo na enfermaria... sera? Não tinha muita certeza.
Olhei para meu amuleto:
"Hades", pensei, "O que sera que o amuleto significa?"
Tentava me recordar dos presentes que ja ganhara na vida, o que era facil, pois só ganhava da minha mãe, e as vezes da minha avó.
Procurava, procurava e procurava alguma vestigio nas minhas lembranças, até que me lembrei, eu me lembro dele pendurado no meu chocalho quando era apenas um nenem... Me lembro tambem dele pendurado no meu jeans, e me lembro tambem dele, na corrente de prata que minha mãe me dera de aniversario... Seu ultimo presente para mim...
Voltei meus olhos para o casal... Nathalie e o menino pareciam estar indo em direção da Isa, que estava sozinha... Me senti um pouco culpado por ter deixado ela ali.
" Vamos", pensei, "Não tem nada para mim aqui"
Assim, me levantei, e me dirigi ao meu chalé.

ENCERRADO
avatar
Gabriel Tenebræ


Mensagens : 133
Data de inscrição : 10/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Lucas Boulevard em Seg Jul 18 2011, 12:07

- Nah, eu vou para o chalé, ver se eu acho algo decente para vestir. Vai você. - Lucas simplesmente assentiu. – Espera. - Disse Natalie, colocando a mão na cintura. - Não preciso que você me proteja, já sou bem grandinha e posso me virar sozinha. Vai que eu quero arranjar um namorado. – Lucas arqueou as sobrancelhas e chegou perto dela.
- Você sempre vai ser minha irmãzinha, sua tonta. – Tocou no nariz dela com o dedo indicador. - E não vai arranjar um namorado nem por cima do meu cadáver. – Brincou.

-Vai lá logo. Vou pro chalé. – Com um último aceno, Lucas se afastou da irmã e andou a passos firmes até a garota que estava sentada na areia há alguns metros de distância. Ele se sentou ao seu lado, sem deixar de notar em como ela era linda, e no quanto parecia... agressiva, embora essa não fosse exatamente a palavra que ele procurava.
– Sabe, eu não costumo ser tão cara-de-pau assim, mas você realmente chamou a minha atenção. – Ele sorriu, sedutor. – Qual é o seu nome?
avatar
Lucas Boulevard


Mensagens : 48
Data de inscrição : 11/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Isabella Bittencourt em Seg Jul 18 2011, 12:22

– Sabe, eu não costumo ser tão cara-de-pau assim, mas você realmente chamou a minha atenção. Qual é o seu nome?

Isa tirou os olhos relutantes do mar.

- Alguns dizem é porque sou filha de Afrodite. Eu particularmente não acredito. Talvez seja por que sou nova aqui, carne fresca sempre alegra gavioes. Prazer sou Isabella, mas pode me chamar de Isa.

Ela olhava para o garoto ao seu lado, ele parecia muito os garotos de sua escola, aqueles idiotas que achavam que tinha o rei na barriga, lembrou de que um desses acabaram com ela quando ela si apaixonou por ele. Suspirou olhando longe do garoto. Ela não sabia quem ele era, mas ele trazia com ele lembranças que ela mesmo tentava esquecer, de quando ela era apenas Isabella.

- Qual seu nome?
avatar
Isabella Bittencourt


Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Lucas Boulevard em Seg Jul 18 2011, 12:58

Relutante, ela afastou os olhos do mar e os direcionou à Lucas.
- Alguns dizem é porque sou filha de Afrodite. Eu particularmente não acredito. Talvez seja por que sou nova aqui, carne fresca sempre alegra gavioes. Prazer sou Isabella, mas pode me chamar de Isa. Qual seu nome?Lucas a analisou, minuciosamente. Ela não parecia feliz, mas ele tampouco estivera alegre quando chegou ao Acampamento também. Seria só uma questão de costume.
- Não acho que o fato de você ser nova, ou ser filha de Afrodite sejam os motivos da minha atração por você. – Ponderou, com um sorriso torto. – A propósito, meu nome é Lucas. – Ele sorriu, repentinamente nervoso, sem saber ao certo o que dizer. – Acho que não gostou muito daqui, mas... seja bem-vinda. Não é tão ruim quanto parece, sabe. - Ele falou, observando-a. Era realmente linda. Tinha um cabelo incrível, e olhos perfeitos. Praticamente impossível não se sentir atraído por ela.
avatar
Lucas Boulevard


Mensagens : 48
Data de inscrição : 11/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Isabella Bittencourt em Seg Jul 18 2011, 13:45

- Não acho que o fato de você ser nova, ou ser filha de Afrodite sejam os motivos da minha atração por você. A propósito, meu nome é Lucas. Acho que não gostou muito daqui, mas... seja bem-vinda. Não é tão ruim quanto parece, sabe.

Isa continuou olhando para o nada, mas quando a voz de Lucas se tornou fraca ela foi obrigada a olhar para ele. Ele tinha um sorriso torto nos labios, que ela decidiu que aquele seria seu sorriso predileto, ele sorrindo parecia mais novo, quase um anjo. Ela olhou para as mãos e depois voltou as olhos do rapaz, eles eram azuis mas Isa sabia que tinha dias que ele deveria acordar verdes.

- Eu acho que nào to achando mais tão ruim. Ela disse sem pensar, ela não sabia se era o sorriso ou os olhos mas algo não deixava ela processar, virou o rosto para o mar. - Quer dizer, não é tão ruim assim. Conheci pessoas legais todos estão sendo gentis comigo, quer dizer a não ser minha meia irmã. Suspirou lembrando de Alice, ela odiava ter inimigas mas quando olhou Alice sabia que as duas não seriam amigas. Tentou pensar em outra coisa

- A garota que você estava falando é... Fechou a boca, idiota cala boca disse silenciosamente para si mesma
avatar
Isabella Bittencourt


Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Lucas Boulevard em Seg Jul 18 2011, 14:22

- Eu acho que não to achando mais tão ruim. – Ela falou rapidamente, as palavras meio emboladas. - Quer dizer, não é tão ruim assim. – Continuou. - Conheci pessoas legais todos estão sendo gentis comigo, quer dizer a não ser minha meia irmã. – Lucas suspirou. Já suspeitava qual das belas irmãs de Isa estava lhe dando dores de cabeça. - A garota que você estava falando é... – se interrompeu bruscamente, mordendo os lábios de um jeito que ele achou totalmente atraente. Ela achava mesmo que ele e Natalie...? Lucas riu, suavemente, e se sentou de um jeito mais folgado.
- Minha irmã, apenas isso. – Assegurou-a. – E... essa sua irmã, a que não foi gentil com você... é a Alice, não é? – Perguntou, apesar de ter certeza que a arrogante Hathaway era culpada, ele queria que ela falasse com ele. Quando ela tocou neste assunto pareceu chateada, o que o deixou preocupado.
avatar
Lucas Boulevard


Mensagens : 48
Data de inscrição : 11/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Isabella Bittencourt em Seg Jul 18 2011, 14:37

- Minha irmã, apenas isso. E... essa sua irmã, a que não foi gentil com você... é a Alice, não é?

Isa acompanhou com os olhos quando ele relaxou o corpo onde estava sentado. Ela suspirou quando ele disse que era a irmã dele.

- Alice tem um jeito que parece só dela de pensar, eu não gosto quando as pessoas tenta monopolizar um lugar, ela age como si isso aqui fosse o reinado dela e eu fosse a maça podre no seu pomar perfeito. Esses dias ela veio falar comigo, si fazendo de boa e sendo completamente um vaca, eu conheço Alice eu conheço mais ela do que ela imagina. Era dificil admitir que ela na verdade era muito parecida com Alice, mas quando perdeu tudo, acabou perdendo um pouco de sua teimosia e seu egoismo.

Eu posso estar sendo uma cretina mas, você me lembra os garotos do meu colégio que usam as garotas e depois descartam como si fossem luvas nas mãos de medico.
Ela sabia que não estava sendo injusta e ela também sabia que Lucas concordava com ela. Ele era o tipo garoto que usava as garotas e depois deixavam elas de lado morrendo de amores. Seu lábios formaram um sorriso perfeitos, seus olhos fuzilaram os de Lucas.

- Eu não quero e nem vou ser mais uma em sua lista Lucas.

O nome dele parecia ter sido feito para ela, somente ela pronunciar. Parecia fácil chama-lo parecia que ela havia passado sua vida inteira o chamando
avatar
Isabella Bittencourt


Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Lucas Boulevard em Seg Jul 18 2011, 16:11

- Alice tem um jeito que parece só dela de pensar, eu não gosto quando as pessoas tenta monopolizar um lugar, ela age como si isso aqui fosse o reinado dela e eu fosse a maça podre no seu pomar perfeito. Esses dias ela veio falar comigo, si fazendo de boa e sendo completamente um vaca, eu conheço Alice eu conheço mais ela do que ela imagina.
- Sei o que quer dizer. Alice é arrogante, parece que não se importa com nada. E a maioria dos campistas tende a cair na laia dela, porque ela é bonita. E o charme dela é muito forte. E, bom, se ela foi deliberadamente uma vaca com você, é porque se sentiu ameaçada. – Ele riu.
- Eu posso estar sendo uma cretina mas, você me lembra os garotos do meu colégio que usam as garotas e depois descartam como si fossem luvas nas mãos de medico. Eu não quero e nem vou ser mais uma em sua lista Lucas. - Ele sabia exatamente o que era ser apenas mais um na lista de alguém. Será que ela já havia passado por isso? Lucas achou difícil. Ela era tão lindo. Que tipo de homem conquistava uma menina dessa e a jogava fora?
- Eu não faria isso com você. Tenho certeza disso. – Falou Lucas, e até se surpreendeu quando notou que o que ele falava não era de todo uma mentira. Ele se sentia muito atraído pela garota. E ela parecia inacessível, mesmo para Lucas. – Eu sou assim, admito. Mas você é diferente, eu não sei dizer exatamente porquê. Nunca me senti tão... atraído por uma garota. Nunca.
avatar
Lucas Boulevard


Mensagens : 48
Data de inscrição : 11/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Isabella Bittencourt em Seg Jul 18 2011, 16:20

– Eu sou assim, admito. Mas você é diferente, eu não sei dizer exatamente porquê. Nunca me senti tão... atraído por uma garota. Nunca.

Um sorriso idiota quis brotar em seus lábios, mas ela o segurou mantando o rosto firme. Ela tentava si concentrar na parte que ele admitiu ser realmente um canalha. E outra ela poderia muito bem ficar com ela e depois se cansar e então ela seria simplesmente mais uma.

Isabella sorriu para ele.

- Eu preciso ir. Disse se levantando, ela não daria o braço a torcer, seus cabelos foram para seu rosto. - Agente si vê Lucas, si cuida. Ela pediu que ele si cuidasse como si fosse uma prece. Começou a caminhar mas logo olhou para traz onde o garoto continuava sentado, olhando ela si afastar

- Lucas! Agente si vê na festa.

Sorriu caminhando e pegando suas botas pelo caminho.


ENCERRADO

avatar
Isabella Bittencourt


Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 12 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum