Orla da praia

Página 11 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... , 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Melanie Howard em Ter Jun 19 2012, 15:55

- Ah que bonitinho. – Exclamei levantando as mãos para o alto. A areia pegadiça grudava em meus pés. – Os dois fofos resolveram dar uma volta. Acharam o caminho entre as pedras e resolveram passear pela praia, isso seria tão fofo a não ser a parte em você deveria estar em uma enfermaria. – Cheguei mais perto onde Dan e Sammi estavam. Olhando acusatoriamente para Sammi a raiva que eu havia guardado todos esses dias estava vindo à tona. – Isso deve ter sido idéia dessa maluca sem nexo. Eu já te disse queridinha para não usar mais essa coloração avermelhada no cabelo? – Não dei tempo a ela para responder. – Sabe água oxigenada com grande quantidade de tinta afeta os neurônios de uma pessoa normal, imagine de você que não tem quase nada. Ele deveria estar na enfermaria. - Eu disse apontado meu dedo magro acusatoriamente para Sammi. Meus olhos seguiram para Dan.

A ternura passou como uma corrente de ar pelo meu corpo me preenchendo de algo quente, diluindo toda a raiva que eu sentia. Algo doce que eu não sabia explicar aprofundou em mim, eu sempre sentia isso quando se tratava de Dan ou Gabe.

- Dan.... Você ainda precisa de descanso, eu sei que não deve ser fácil ficar preso naquela maca, mas... – Eu me esqueci completamente da presença de Sammi. Prendi seu rosto entre minhas duas mãos para que pudesse olhá-lo de forma intensa. – Mas, eu preciso que você fique bem, fique bom.

Eu senti a bile salpicar em minha garganta. Eu havia sentido tanta falta de Dan, quando ele voltou da batalha, passei noites sem dormir, eu havia emagrecido e por alguns instantes pensei que jamais veria aqueles os verdes claros novamente. Não era mesma sensação de quando Gabe havia sumido, era uma sensação de perda, era como velar algo que não estivesse morto, naqueles dias eu entendia completamente o papel insistente dos urubus sobre um corpo enfermo. Com alivio no peito suspirei dando um leve sorriso.

-Estou feliz por você estar novamente aqui, desculpe se não fui te visitar antes, eu tive... alguns contratempos. Acho que no fundo você precisava de um pouco de cor. -Me lembrei de Sammi. - Talvez a idéia dela tenha sido correta de te trazer para cá. Mas esta quase na hora dos treinamentos e logo isso aqui estará um caos, então acho que você deveria voltar à enfermaria. – Pensei momentaneamente nas minhas próximas palavras. – Eu vou fazer algo para te tirar de lá e comprovar que você esta pronto para voltar a sua vida normal.




Melanie Howard


Mensagens : 80
Data de inscrição : 01/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Daniel Bradley em Ter Jun 19 2012, 17:43

Melanie se aproximou dos dois falando de forma sarcástica que Dan conhecia muito bem, mas que ela dificilmente usava com ele. Ela se dirigiu a Sammi enquanto se aproximava dos dois e Dan se levantou, a combinação de Melanie furiosa com Sammi, as duas garotas que não se davam bem, não daria certo.

- Mel... – a garota o olhou e o olhar acusatório dela foi abrandando aos poucos – não a culpe – mas a garota parecia não ter escutado.

- Dan.... Você ainda precisa de descanso, eu sei que não deve ser fácil ficar preso naquela maca, mas... – ele revirou os olhos, ele estava muito bem, não precisava de mais alguém querendo manda-lo de volta para aquela enfermaria. Ela se aproximou colocando as mãos no rosto de Dan - Mas, eu preciso que você fique bem, fique bom.

Dan sorriu fraco esticando as mãos e passando pelos cabelos da irmã – eu estou bem Mel, não preciso mais ficar naquela enfermaria sendo monitorado como se fosse ter um colapso a qualquer momento e sem ter com quem conversar, estou em perfeita forma.

Ele viu a irmã olhar para Sammi de cara e depois acrescentar - Eu vou fazer algo para te tirar de lá e comprovar que você esta pronto para voltar a sua vida normal.

- Não foi a Sammi que me tirou de lá, sai por conta própria, aquela enfermaria me deixa irritado e impaciente e não eu não vou voltar para lá Mel, portanto você não precisa pensar em nada para me tirar da enfermaria e nem pense em arranjar pessoas para te ajudar a me botar de volta naquele lugar. – Melanie fez um bico contrariada e Dan a abraçou a apertando e a tirando do chão. – Senti saudades minha marrentinha preferida – ele sabia que Melanie não gostava nenhum pouco de demonstrações de carinho ou qualquer tipo de sentimento na frente de outras pessoas, principalmente quando isso era dirigido a ela, mas Dan adorava fazer isso e provoca-la. Além do mais ele realmente sentia falta da irmã.

Ele a soltou se sentando novamente e fazendo Mel sentar também. Ele queria ficar perto de Mel e de Sammi também, por isso quando ele estivesse por perto e quisesse elas perto, elas teriam que se suportar. – Me digam, o que eu perdi nos últimos meses?

_________________
Daniel Bradley | Instrutor | Filho de Ares
avatar
Daniel Bradley


Mensagens : 40
Data de inscrição : 06/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Sammi Scarllat em Ter Jun 19 2012, 19:31

Saimos da enfermaria, me sentia bem por estar fazendo algo proibido talvez porque sentisse falta de me aventurar ou porque minha vida já havia se tornado isso de uma hora para outra, acabamos parando na praia que parecia um pouco calma e tranquila para um dia como aquele.

– Bom, você me contou um pouco sobre seus amigos, mas não me disse se tem um namorado. Alguém que o irmão aqui possa arrebentar se for preciso. -perguntou Dan um pouco divertido.

Abaixei a cabeça e fitei a areia brincando um pouco com ela sobre a mão, me lembrei que havíamos saido da enfermaria para se divertir e não ficar mais triste do que já estava.Os olhos de Dan vagaram atrás de mim e por um momento pensei que fosse algo que havia acontecido, automaticamente meus olhos se focaram onde os do meu irmão pareceram se focar.

-Em falar no motivo do assunto.-eu disse baixo mais para mim enquanto percebia que a pessoa que se encontrava na Praia era Melanie em pessoa.

A garota pareceu brava como se um dia ela já tivesse sido algo além disso, me arrumei melhor a forma como estava sentada para poder ver a garota chegando mais perto. Seus olhos cairão sobre mim como se fossem me fuzilar a qualquer segundo que fosse, mais então la se virou e falou comigo.

– Isso deve ter sido idéia dessa maluca sem nexo. Eu já te disse queridinha para não usar mais essa coloração avermelhada no cabelo? – sua voz parecia querer me acertar mais tudo que consegui fazer foi sorrir e tentar segurar a risada que queria se espalhar pela minha garganta – Sabe água oxigenada com grande quantidade de tinta afeta os neurônios de uma pessoa normal, imagine de você que não tem quase nada.-uma pequena risada soou pelos meus labios, eu não estava conseguindo não rir ate porque soava engraçado a forma como a garota tentava me afetar com seus escândalos em forma de palavras.

Agora a garota parecia se focar em falar com o irmão, meus pensamentos havia se voltado ao quebrantar do mar e as ondas mais ainda sim se focavam apenas entre os dois. Não porque me importasse com o assunto dos dois mais porque nunca confiei em Melanie, logo Dan a colocou a sentar do outro lado e nesse momento me senti como uma criança que e obrigada a ficar perto de outra que a fez algum mal.

– Me digam, o que eu perdi nos últimos meses?-perguntou Dan para nos duas.

-Pergunte a Melanie.-eu disse friamente.

off: já disse que tenho visões? E provavelmente vejo barraco. LOL
avatar
Sammi Scarllat


Mensagens : 387
Data de inscrição : 11/01/2012
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Melanie Howard em Qua Jun 20 2012, 08:43

Dan virou o rosto por completo para mim, eu apenas olhei para o mar distraidamente.

- Bom, aconteceram algumas coisas como o meu termino com Lucas e a suposta agarração com James, mas nada disso interfere na vida de Sammi para que ela se dirija a mim com esse tom, sendo assim presumo que se ela realmente quer continuar aqui com todos os dentes na boca e o nariz reto ela simplesmente não deveria pronunciar meu nome.

Voltei minha atenção a Sammi, tirando meus olhos do mar.

- Olha, entenda uma coisa eu não tenho nada contra você. Se o seu namoro com o estranho acabou e você ainda sente falta dele, viva sua vida vá atrás dele. Vocês complicam as coisas e me julgam por dizer o que eu penso e fazer o que eu tenho vontade.

Suspirei.

- Sabe por que eu sou odiada Sammi? Porque eu escolhi isso, eu escolhi me afastar de pessoas ocas. Por mim sua vida ou que você faz ou deixa de fazer é problema seu. E sobre seu namorado estar no meu quarto eu precisava de um favor dele e no fim ele não fez. Então você sofre e é louca porque quer. As coisas são simples, eu faço a parte simples e vocês complicam.

Decidi que todos os meus dias tentando ser alguém suportável havia ido para o ralo nem mesmo Gabe e James conseguiriam me transformar em alguém com princípios e regras a seguir. Olhando para Sammi eu conseguia ver que ela tinha um pouco de mim dentro dela se ela quisesse conseguiria ser calculista. Tirei meus olhos dela.

- Eu estava indo para o treino. – Disse para Dan. – Forcei James a pegar pesado comigo nos últimos dias. Mas, hoje ele decidiu que eu deveria tomar chá e esperar pelo chapeleiro maluco ou pelo coelho atrasado.

Dei um sorriso fraco para Sammi.

- No fundo eu realmente não tenho nada contra você eu sou assim com todos, ate mesmo com os mais próximos. Cabe você aceitar ou não. Abri outro sorriso mas esse era de ironia. - Apenas não confie em mim eu posso te colocar na forca enquanto você acha que estou te abraçando.

Era o que tinha feito com Gabe, Natalie e Isabelle eu havia os colocados não na forca, mas na prisão e isso era maior que eu, ser ruim as vezes ofuscava tudo de bom que ainda restava em mim. Eu havia traído um irmão próximo, imagine o que eu seria capaz de fazer com uma desconhecida.
avatar
Melanie Howard


Mensagens : 80
Data de inscrição : 01/08/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Sammi Scarllat em Qua Jun 20 2012, 10:58

- Bom, aconteceram algumas coisas como o meu termino com Lucas e a suposta agarração com James, mas nada disso interfere na vida de Sammi para que ela se dirija a mim com esse tom, sendo assim presumo que se ela realmente quer continuar aqui com todos os dentes na boca e o nariz reto ela simplesmente não deveria pronunciar meu nome. -revirei os olhos, e se eu perdesse os dentes? E se ela quebrasse o meu nariz eu estava pouco me fudendo, mais dia meno dia não faria diferença para mim.

Bufei e avaliei meu bracelete de fitas que havia sobre meu braço e logo me lembrei da conversa que tive com Gween e que havia dado uma para ela. Por um momento pude ver aquela mesma mara em Melanie só que mais durona e esquisita mais simplesmente deixei ela desaparecer pela minha mente.

- Olha, entenda uma coisa eu não tenho nada contra você. Se o seu namoro com o estranho acabou e você ainda sente falta dele, viva sua vida vá atrás dele. Vocês complicam as coisas e me julgam por dizer o que eu penso e fazer o que eu tenho vontade.

Dessa vez meus olhos vagaram ate os dela, aquilo era uma armadilha? Um bote ou alguma outra coisa? Eu não conseguia visualizar aquele olhar que queria me destruir ou me amaldiçoar e, talvez foi isso que me fez pela primeira vez lhe ver novamente como a garota que estava de pijamas e toda molhada com folhas sobre o cabelo voltando a enfermaria para ver se eu estava bem.

- Sabe por que eu sou odiada Sammi? Porque eu escolhi isso, eu escolhi me afastar de pessoas ocas. Por mim sua vida ou que você faz ou deixa de fazer é problema seu. E sobre seu namorado estar no meu quarto eu precisava de um favor dele e no fim ele não fez. Então você sofre e é louca porque quer. As coisas são simples, eu faço a parte simples e vocês complicam.

-Não Melanie você não e odiada, você simplesmente cria uma barreira para as pessoas e envolve nela quem quer e então começa a achar que as outras pessoas te odeiam. Eu nunca fui envolvida nela e nem por isso te odeio-eu disse olhando profundamente em seus olhos e tentando ser o mais sincera possivel.- A minha maior diferença com você Melanie e que eu não sou vingativa ou má com as pessoas...Não sei ter odio delas por tanto tempo, e ainda te vejo como aquela garotinha que cuidou de mim no dia que passei mal no chalé.Bem, se ser "oca" pra você e isso eu sou a pior delas por achar que as pessoas mudam e acredito que você ainda fará isso talvez um dia mais sei que jamais sera comigo e respeito isso.

Não sorri nem a olhei nos olhos novamente simplesmente parei de falar, para mim a realidade era aquela. Por mais que ainda tivesse raiva pelo o que ela fez comigo não iria conseguir ter ódio dela porque no fundo esse era o meu pior erro sendo filha de Ares,só sabia ser fria e brava mais nunca ser vingativa com as pessoas porque talvez no fundo não quisesse me tornar alguém como Melanie se tornara.

- No fundo eu realmente não tenho nada contra você eu sou assim com todos, ate mesmo com os mais próximos. Cabe você aceitar ou não.-falou Melanie com um sorriso. - Apenas não confie em mim eu posso te colocar na forca enquanto você acha que estou te abraçando.

-Fique tranquilo eu não confio, por isso tenho dormido tão tarde ultimamente antes deles voltarem.-respondi sendo um pouco divertida agora.
avatar
Sammi Scarllat


Mensagens : 387
Data de inscrição : 11/01/2012
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Daniel Bradley em Seg Jun 25 2012, 12:18

Daniel revirou os olhos, pelo jeito essas duas não se dariam bem nunca, mas ele tinha a impressão de que elas até aquele momento estavam se saindo bem, afinal pelo genio de Melanie ele sabia que a esse ponto ela já deveria ter socado Sammi, era para o que ele estava preparado para entervir quando ele fez Melanie se sentar e viu a expressão no rosto das duas e ele ficou em alerta para impedir qualquer início de briga que pudesse ocorrer entre elas.

- Fique tranquilo eu não confio, por isso tenho dormido tão tarde ultimamente antes deles voltarem. - Dan pode ver o tom sarcástico na voz de Sammi e o olhar frio de Melanie.

- Tudo bem meninas chega de hostilidade, por favor. - ele se virou para Sammi - eu não sei exatamente qual o problema que você teve com seu namorado e acabei de perceber que Mel tem algo a ver com isso, mas independente do que ela possa ter feito - e Dan não duvidava de que Mel usasse alguém para ajudá-la em algum plano - você deve conversar com ele e saber exatamente o que aconteceu. - pelo que ele havia entendido do papo Sammi achava que Mel teve um caso com seu namorado, mas Dan não acreditava nisso, ele conhecia Mel, pelo menos um pouco e ele sabia que ela passou anos fixada no Lucas e ele duvidava que ela pudesse estar tendo um caso com o namorado da irmã, mesmo que ela não goste de Sammi.

- E você. - ele disse se virando para Melanie - que história é essa de agarração com o James? E o que aconteceu com Lucas? E porque eu só estou sabendo disso agora? - ele disse sério.

_________________
Daniel Bradley | Instrutor | Filho de Ares
avatar
Daniel Bradley


Mensagens : 40
Data de inscrição : 06/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Sammi Scarllat em Seg Jun 25 2012, 14:48

- Tudo bem meninas chega de hostilidade, por favor. - disse ele se virando para mim.- eu não sei exatamente qual o problema que você teve com seu namorado e acabei de perceber que Mel tem algo a ver com isso, mas independente do que ela possa ter feito,você deve conversar com ele e saber exatamente o que aconteceu. -

Meus olhos se encheram de lagrimas que pareciam brotar como navalha sobre meu rosto, qual era o meu problema? Porque eu deveria ficar assim por alguém que não merecia....tinha que superar, pular a pagina e continuar. Eu era perfeita com isso mais a pergunta do meu irmão havia me pegado de surpresa naquele momento como se tivesse sido atacada pelas suas palavras e o seu golpe houvesse abrido aquele muro que havia criado entre o assunto.

Mordi o lábio e olhei o chão esperando que as lagrimas não pudessem demonstrar o meu sentimento agora, tentei enfiar aquele suposto sentimento dentro daquele muro novamente e esperar que outra muralha se formasse tão rapido quanto a primeira, suspirei de eve controlando minha respiração que parecia agora um toque de odio e falei enquanto tentada deixar minha voz natural.

-Legal.-tentei disser mais minha voz saiu seca e dolorida como se estivesse morrendo lentamente o que seria melhor do que ficar ao lado da garota que havia estragado a minha vida em tão pouco tempo sem motivo algum para o fazer.

Meus pés parecia pesar uma tonelada mais de nada adiantou, me levante lentamente e arrumei a minha calça enquanto tentava tirar a areia da mesma. Logo percebi que já deveria estar muito preta mais nem me importei muito levando em conta que tinha assuntos mais importantes do que aquilo.

-Bem pelo jeito vocês tem muito assunto pra colocar em ordem, parabéns-eu disse prendendo o cabelo.- Com licença tenho que sair daqui!-eu disse com a voz seca. enquanto ia embora. Então não consegui mais segurar e apenas chorei lentamente apos dar as costas para os dois enquanto perdia o pequeno amarrador roxo e sentir o meu cabelo ruivo pregar sobre o meu rosto.


ENCERRADO!
avatar
Sammi Scarllat


Mensagens : 387
Data de inscrição : 11/01/2012
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Melanie Howard em Ter Jun 26 2012, 17:27

Franzi o cenho ao ver Sammi caminhando, olhei para Dan sem entender ele percebeu que eu estava tão confusa quanto ele.

- Parabéns? Quando foi meu aniversario? – Falei dando os ombros e olhando para frente e revirando os olhos, eu simplesmente não a entendia. – Entendeu agora porque eu e ela não nós damos bem? Eu e Sammi trabalhamos em freqüências diferentes eu nunca a entendo e nem faço questão e ela é a mesma coisa. Desde o dia em que ela apareceu nossos “santos” não se deram bem. Ela acha que eu agarrei o namorado dela, mas na verdade eu precisava do garoto. Ah quer saber esquece. Nem sei o porque estou perdendo saliva com essa historia, me faz sentir idiota tanto quanto ela.

Não sabia nem o porquê estava dando explicações sobre Sammi.

- Eu sonhei com você esta noite, estávamos indo a Disney. – Dei uma gargalhada enquanto prendia minhas pernas com os braços. – Desculpa se estraguei sua aproximação com a sua nova irmã, não era minha intenção.

E não era mesmo. No fundo nem estava pensando nisso, eu queria mesmo era fugir da pergunta dele sobre James, mas pelo olhar que ele me dava isso não seria possível.

- Olha, sobre James. – Suspirei, o nome dele fez cócegas na minha garganta de um jeito estranho. – Ele... apenas me ajudou. Eu, bebi um pouco a mais em uma festa e ele me tirou de lá antes que alguém percebesse. Não sei o porquê você esta me fazendo dizer isso, você sabe quanto eu que essa historia que estão falando não tem fundamento, jamais James me olharia de outra forma. Ele apenas achou que precisava ajudar enquanto você e Gabe não estavam.

Aquela afirmação me corroia a dias, eu tentava fazer minha mente mandar essa informação para meu corpo e minha pulsação que insistia em acelerar toda vez que via James ou alguém falava sobre ele. Olhei para Dan.

- Você deveria esquecer essa historia. – Parei por alguns instantes pensativa. – Assim como eu. – Murmurei em um tom mais baixo. Tirei meus olhos com dor de Dan, eu estava confusa eu queria contar a ele tudo que eu sentia. Eu queria contar sobre James e a sensação estranha que eu sentia eu queria contar para ele o quanto doía estar ali sentado ao lado dele sabendo que eu havia o entregado. - Dan, eu sinto muito se não fui a melhor pessoa durante todos esses anos, eu não queria estar tão longe de você, mesmo as vezes estando perto. Você é uma das melhores pessoas que eu poderia ter encontrado eu fico feliz por ser sua meia irmã.

Balancei a cabeça espantando o momento aberto de mais. Prendi o cabelo olhando para o mar novamente.
avatar
Melanie Howard


Mensagens : 80
Data de inscrição : 01/08/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Daniel Bradley em Qua Jun 27 2012, 18:04

Dan olhou para Sammi confuso. A garota levantou se afastando e ele suspirou, ele não queria afastar a irmã, ele simplesmente esperava que ela não tivesse ficado magoada com qualquer coisa que ele disse. Ele então voltou sua atenção para Melanie que agora falava com ele.

Melanie dizer que precisava do garoto não soou nada bem para Dan, ela deveria ter aprontado algo e por conseqüência o menino e Sammi haviam terminado. Dan dificilmente julgava as loucuras da irmã, ele a conhecia demais para tentar muda-la ou qualquer coisa assim e nunca se metia em seus assuntos a não ser que ele achava que isso pudesse realmente prejudicá-la ou as pessoas envolvidas, ou então magoá-la e ele preferiu acreditar de que aquele não era nada mais do que alguma discussão que Mel tinha com os outros campistas.

- Eu sonhei com você esta noite, estávamos indo a Disney. – Dan acompanhou a irmã na risada. - Desculpa se estraguei sua aproximação com a sua nova irmã, não era minha intenção.

- Você não estragou, converso com ela mais tarde de novo. Sobre a Disney eu até estou imaginando a cena, nós dois lá e eu tendo que correr atrás de vc e segura-la antes que vc dê uma de louca vendo aquele monte de personagens de contos de fadas. Não seria nada fácil. – ele fez uma careta – mas eu gostei da ideia.

Ele a encarou esperando que ela lhe dissesse sobre James. Dan sabia que ela havia tido uma paixonite pelo amigo a alguns anos atrás, durou algum tempo até ela conhecer Lucas e eles se envolverem.

- Olha, sobre James. Ele... apenas me ajudou. Eu, bebi um pouco a mais em uma festa e ele me tirou de lá antes que alguém percebesse. Não sei o porquê você esta me fazendo dizer isso, você sabe quanto eu que essa historia que estão falando não tem fundamento, jamais James me olharia de outra forma. Ele apenas achou que precisava ajudar enquanto você e Gabe não estavam.

Dan assentiu – Eu posso entender isso, dele querer te ajudar por não estarmos aqui, é bem coisa do James, eu faria o mesmo se ele não estivesse aqui e tivesse uma irmã que ele faria de tudo para que sempre estivesse protegida, mas a questão é que eu conheço esse seu olhar Mel, por mais que você o disfarce e o esconda. Essa atenção do James teve algum efeito em você não é?

- Você deveria esquecer essa historia. Assim como eu. Dan, eu sinto muito se não fui a melhor pessoa durante todos esses anos, eu não queria estar tão longe de você, mesmo as vezes estando perto. Você é uma das melhores pessoas que eu poderia ter encontrado eu fico feliz por ser sua meia irmã.

Ele se aproximou mais da irmã a abraçando e a encostando em seu ombro enquanto a via ainda olhar para o mar. – Eu nunca a senti distante de mim, sei que você afasta as pessoas quando quer, mas você nunca fez isso comigo. Bem, eu sempre te infernizei um pouco então acho que seria meio difícil você ficar longe. – ele ficou em silêncio alguns instantes. - Você sabe que pode falar comigo sobre tudo Mel, nunca te julguei, eu posso entender. – Dan imaginava que o térmico com Lucas, a aproximação com James deve ter mexido com ela, ele queria que a irmã se abrisse com ele.

_________________
Daniel Bradley | Instrutor | Filho de Ares
avatar
Daniel Bradley


Mensagens : 40
Data de inscrição : 06/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Melanie Howard em Qui Jun 28 2012, 13:18

Suspirei derrota, a cada dia estava ficando pior. “Você esta se tornando fraca Melanie” uma voz insistia em me lembrar. Eu estava me deixando levar. Mordi com canto lábio olhando Dan.

“Eu não posso sentir nada. Eu não quero sentir nada.” Minha mente viajou há alguns anos atrás quando cheguei ao acampamento não conhecia ninguém logo conheci Dan e Gabe com eles vieram as conseqüência era assim que eu costumava usar como codinome de James ele apenas era uma conseqüência. Logo ele estava me treinando e sendo atencioso e eu como sempre fazendo o errado, entendi de forma incorreta tudo que estava acontecendo, me apaixonei a palavra me causou um arrepio no corpo. Os dias pioraram e logo Dan e Gabe perceberam e acabaram contando para James isso me causou três semanas sem treinamentos, depois ele foi substituído por Alyssa. “Eu não tenho muitas pessoas, mas não quero perde as que eu tenho. Eu vou esquecer, vou parar os treinos com ele, vou me afastar.” Nem que para isso eu precise voltar para o inferno de cidade que vim, completei em silencio.

Dan apenas me olhava eu via um pouco dor em seus olhos, Dan não estava acostumado em me ver daquele jeito, mas essa não era a primeira vez e das outras eu vi o mesmo semblante em seu rosto.

“Foi eu...” Os olhos dele ficaram confusos, continuei esmagando o silencio que me pedia para me calar. “Foi eu quem ligou para policia entregando vocês em NY. Natalie levou o celular de Lucas e eu o rastriei pelo meu, dando a policia a localidade onde vocês estavam.” Tirei os olhos dele olhando para o mar. “Eu usei o namorado de Sammi como álibi caso algo acontecesse ele diria que estava comigo. Mas eu voltei sã e salva e fui à festa sozinha, foi nela que eu bebi e James me ajudou. Eu entreguei vocês, fui eu quem colocou a cabeça de vocês na forca.” As ondas do mar pareceram mais raivosas agora elas quebravam mais perto da praia, como uma fúria de algum Deus. “Eu não consigo sentir muito, por que eu estou feliz por vocês terem voltado eu não sei como conseguiram, mas não achei que ficariam presos achei cegamente que conseguiriam fugir. Eu me sentia sozinha e por egoísmo forcei vocês a voltarem.”

Eu não sentia muito, eu não conseguia. Apenas estava feliz por eles terem voltado eu não conseguia pensar nas conseqüências que meus atos haviam causado.

“Desculpa, mas eu não sinto nada. Eu apenas estou feliz de ouvir novamente os resmungos de Gabe enquanto ele dormi e estou ansiosa por ouvir seus roncos baixos quando esta cansado de mais, sinceramente não vejo a hora de encontrar Natalie e discutir com a songa monga e ver a amiga dela se mete na historia.”

Tirei os olhos do mar olhando para Dan eu não consegui decifrar o que vi em seus olhos.

“Eu vou entender...” Dei um sorriso. “E eu vou contar a Gabe também, eu não me importo de se afastarem de mim é o mínimo que podem fazer, essa sou eu Daniel, se for verdade a historia de Daniel na cova dos leões, prazer eu sou seu Leão pessoal.”

Dei um sorriso mais aberto mostrando meus dentes. Me sentia um pouco mais livra um pouco mais alivia, mais eu talvez seria a palavra certa. A Melanie que não se importava com ninguém que não ficava remoendo as unhas a espera de algo. Que não media as dores que não sentia praticamente nada. Eu disse quase porque o espinho chamado James ainda me cutucava mas logo colocaria um fim nisso também.


avatar
Melanie Howard


Mensagens : 80
Data de inscrição : 01/08/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Daniel Bradley em Qui Jun 28 2012, 15:03

Dan escutou Mel em silêncio, ele se sentia aturdido e tentava entender o que realmente havia levado a irmã a fazer o que fez. Ele sabia que ela não se dava bem com as pessoas, que ela enterrava seus sentimentos a fundo para não se magoar, ele sabia que ela batia e aprontava com os outros, mas ela nunca havia chego a esse extremo antes e agora Dan não sabia o que fazer, ou o que dizer. Melanie havia ultrapassado todos os limites.

Dan suspirou – Eu entendo as coisas que você sempre faz, entendo seus motivos, mas nesse caso – ele apoiou os cotovelos na perna e colocou a mão na cabeça – eu não consigo pensar direito. Você mandou três pessoas para a prisão, entre elas seu irmão Melanie. Se eles não tivessem conseguido ajuda eles ainda estariam presos e sabe-se lá se eles conseguiriam sair tão cedo.

Mel era sua irmãzinha, a menina que ele protegia custasse o que custasse e agora ele não sabia como agir. Ele a olhou e ele sabia que não poderia entrega-la, isso seria como assinar a sentença de expulsão dela e ele não conseguiria fazer isso com ela, não com Melanie. Dan sempre a protegeu, sempre ficou ao seu lado e agora ele pensava se essas escolhas dele não foram o que fizeram com que Mel chegasse a agir daquela forma, porque ela sabia que Dan faria tudo por ela.

- Eu vou entender...E eu vou contar a Gabe também, eu não me importo de se afastarem de mim é o mínimo que podem fazer, essa sou eu Daniel, se for verdade a historia de Daniel na cova dos leões, prazer eu sou seu Leão pessoal.

- Acha mesmo que eu iria me afastar de você? Eu apenas preciso conversar com Gabe, ele tem que saber do que aconteceu, ele foi um dos mais prejudicados. Você não precisa contar se for difícil para você, eu mesmo faço isso, até porque eu preciso falar com ele sem você escutando. Eu não vou passar isso a frente, eu não tenho coragem de fazer isso com você. É egoísta...é, mas eu não posso te entregar, independente do quão grave seja o que você fez. Você é minha irmã Mel, eu te disse uma vez que faria qualquer coisa para protegê-la, para que você ficasse bem e eu sempre vou cumprir isso. Não vou mentir e dizer que está tudo bem, que isso não me incomoda, as meninas não mereciam passar pelo que passaram, Gabe não merecia...é o Gabe, Mel, seu irmão, o cara que se preocupa com você, o que cuida de você. Que você queria ele de volta eu entendo, mas deveria ter outra forma, sem prejudicar ninguém.

Dan se sentou de lado, ficando de frente para Melanie. – Eu odeio ser repetitivo, mas eu estou aqui por você ainda mais agora que eu estou de volta e não tenho planos de sair daqui tão cedo, por isso não faça besteiras de novo, não sem conversar comigo antes e acharmos qualquer tipo de solução para o problema que você tiver. E...- ele virou o rosto dela para que ela o encarasse – quanto aos treinos, você continua treinando com James, eu não quero te magoar, não quero vê-la sofrer por ele de novo, mas treinar perto dele e aprender a lidar com seus sentimentos por ele é algo do qual você não deve fugir. Você quer supera-lo, então fique perto e lide com isso. E, bom...como seu irmão mais velho e querendo parecer uma pessoa séria e severa, eu quero que você fique no chalé por hoje, nada de passeios, nada de provocar seus colegas. Hoje eu a quero lá, quietinha, mas antes fica mais um pouco por aqui comigo. Eu ainda quero saber sobre o Lucas.

_________________
Daniel Bradley | Instrutor | Filho de Ares
avatar
Daniel Bradley


Mensagens : 40
Data de inscrição : 06/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Melanie Howard em Qui Jun 28 2012, 15:50

Fiz uma careta o encarando, havia sido pior que eu imaginava. Mas as palavras de Dan me tiravam ter uma idéia seria o único jeito de conseguir me livrar desse lugar.

"Olha eu não preciso que você fique me protegendo eu sou bem grandinha, sobre contar tanto para Gabe quanto aos superiores eu irei contar não precisa se preocupar eu sei lidar com danos letais que eu mesmo causo é melhor eu enfrentar Gabe do que você."

" E..." ele pegou meu rosto o virando para ele as feições de anjo estavam ali, sorri com jeito carinhoso que ele cuidava de mim. " quanto aos treinos, você continua treinando com James, eu não quero te magoar, não quero vê-la sofrer por ele de novo, mas treinar perto dele e aprender a lidar com seus sentimentos por ele é algo do qual você não deve fugir. Você quer supera-lo, então fique perto e lide com isso. E, bom...como seu irmão mais velho e querendo parecer uma pessoa séria e severa, eu quero que você fique no chalé por hoje, nada de passeios, nada de provocar seus colegas. Hoje eu a quero lá, quietinha, mas antes fica mais um pouco por aqui comigo. Eu ainda quero saber sobre o Lucas"

Minha careta voltou.

" Sobre os treinos eu já decidi, desculpe senhor mandão, mas dessa vez você vai ficar sem ganhar essa. Eu acho que esta sendo muita informação no mesmo dia."

Fiquei de pé nivelando meu rosto com o dele colando a mão na cintura

"Que porra é essa de ficar no chalé? Por a caso você Gabe e James resolveram se virar contra mim? TODOS CONTRA MELANIE?"

Aquilo tava me deixando estressada na verdade aquilo tava me irritando profundamente. Todo mundo me resolveu dizer o que devo fazer o que não deveria eu sabia que Dan não tinha culpa, mas de uns dias para cá estava de mais, era James dizendo para me controlar, Dan me dizendo para ficar no chalé e Gabe me olhando estranhamente.

"Eu não vou ficar no chalé já basta não poder treinar e outra Gabe esta lá com James eu vou ficar aqui e talvez correr um pouco me exercitar. E sobre Lucas não a nada para dizer a não ser que acabou, no fundo eu e você sabe que nunca existiu nada, eu nem ao menos gostava de Lucas eu estava acostumada com sua presença. Era interessante ser marrenta e mesmo assim ter alguém, agora é a marrenta encalhada. Acabou sem lagrimas, sem choro, apenas acabou. E eu estou aliviada pareci que um peso saiu de minhas costas. Mais do que nunca eu quero calma na alma."
avatar
Melanie Howard


Mensagens : 80
Data de inscrição : 01/08/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Daniel Bradley em Qui Jun 28 2012, 16:41

"Eu não vou ficar no chalé já basta não poder treinar e outra Gabe esta lá com James eu vou ficar aqui e talvez correr um pouco me exercitar. E sobre Lucas não a nada para dizer a não ser que acabou, no fundo eu e você sabe que nunca existiu nada, eu nem ao menos gostava de Lucas eu estava acostumada com sua presença. Era interessante ser marrenta e mesmo assim ter alguém, agora é a marrenta encalhada. Acabou sem lagrimas, sem choro, apenas acabou. E eu estou aliviada pareci que um peso saiu de minhas costas. Mais do que nunca eu quero calma na alma."

Dan a escutou pacientemente, quando ela terminou ele se levantou e a encarou, sério.

- Não me importa o que você quer ou não, quem anda mandando em você ou não, eu disse que você vai ficar no chalé então você vai ficar no chalé e não tem discussão sobre isso Melanie. – ele não gostava de ser rude com ela, mas ele sempre manteve a guarda baixa quando se tratava de Melanie, ele nunca a repreendia severamente ou algo assim e agora ele via as conseqüências de te-la mal acostumado a fazer o que queria com o apoio dele.

- Eu nunca a repreendo porque nunca achei necessário, acontece que eu acho necessário agora e você gostando ou não você vai para o chalé e irá me obedecer, entendeu? E não sairá de lá até eu achar que você deve. – ela o olhou em desafio – Minha paciência e proteção a você tem um limite que agora você está ultrapassando, você gostando ou não você deve obedecer ordem de seus instrutores e caso você tenha se esquecido disso além de seu irmão eu sou instrutor também. Se eu tiver que escolta-la até o chalé eu farei.

Dan deu alguns passos para longe de Melanie, uma das coisas que ele aprendeu enquanto instrutor é que ele deveria impor respeito para que ele fosse ouvido e as pessoas o levassem a sério, ele dificilmente tinha problemas quanto a isso, mas ele nunca precisou usar de sua autoridade de instrutor com Melanie e ouvi-la dizer que fará exatamente o contrário do que ele pediu o irritou. Não com ela, mas com ele mesmo por ser tão maleável quando se tratava de Melanie. A que ponto ele havia chegado.

- Ou você vai por bem ou por mal. - ele a olhou, triste. Dan não queria ter que levá-la a força.

_________________
Daniel Bradley | Instrutor | Filho de Ares
avatar
Daniel Bradley


Mensagens : 40
Data de inscrição : 06/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Melanie Howard em Seg Jul 02 2012, 13:33

Eu não sabia explicar o que eu estava sentindo era uma raiva diferente com as que eu já havia sentido, eu podia sentir o gosto do sangue na minha boca onde eu insistia em prender os dentes na parte interior da bochecha. Meus olhos ardiam como quem acabara de cortar uma cebola. Controlei minha respiração engolindo o nó que se formava em minha garganta.

“Tudo bem.” Eu disse entre um sussurro. Eu não tinha voz nem ao menos de gritar. “Eu vou para o chalé.” Levantei apoiando minhas mãos na areia, eu me sentia fraca, controlável. De uns dias para cá eu estava assim difícil de prever, se fosse em um dia normal eu xingaria gritaria, mas eu estava cansada essa era a palavra certa cansada.

“No fim, tanto faz. Eu já sou obrigada a ficar trancada nesse inferno de lugar, ficar em uma parte dele em especifico não vai me fazer diferença alguma." Olhei nós olhos de Dan. Uma frieza escassa tomou conta de mim quando senti que por fim ela havia chegado em meus olhos e em minha voz eu disse com a voz mais controlada que de inicio.

“Não precisa se preocupar TREINADOR.” Eu vi o corpo dele se contrair. “Eu sei o caminho no chalé, não preciso de escolta.”
Você precisa parar de sentir, eu dizia a mim mesma entre sussurros intercalados em meu cérebro. Eu estava me tornando aberta de mais, estava cada vezes mais fácil de ver.

“Eu vou voltar para o chalé como você me mandou. Como eu disse antes não precisa se preocupar eu conversarei com Gabe, assim como conversarei com os superiores. Eu assumo meus erros, não preciso que ninguém me defenda.”
avatar
Melanie Howard


Mensagens : 80
Data de inscrição : 01/08/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Daniel Bradley em Seg Jul 02 2012, 14:08

- Eu vou voltar para o chalé como você me mandou. Como eu disse antes não precisa se preocupar eu conversarei com Gabe, assim como conversarei com os superiores. Eu assumo meus erros, não preciso que ninguém me defenda.

Era a primeira vez que Dan a magoava e ele se sentia mal por isso. Ele e Mel sempre se deram bem e ele não queria perde-la, mas vê-la colocar sua máscara de frieza o fez se arrepender de falar com ela daquela forma. Ele sabia que o que ele havia dito poderia magoá-la, ele não gostava, mas tinha que fazer com que ela o levasse a sério e ver a irmã o tratar com frieza eram as conseqüências que ele teria que lidar.

- Você pode não querer que eu a acompanhe, só que eu vou com você ao chalé para falar com Gabe e se você resolver mesmo falar com os superiores eu vou também. Você pode me odiar agora e não querer me ver na sua frente, você pode não querer que eu a defenda, mas essa é uma coisa que faz parte de mim Mel, assim como eu ser seu irmão é algo que você não pode mudar, então seja lá o que você decidir, eu vou junto.

Dan começava a achar que sair da enfermaria não tinha sido lá tão boa ideia assim. Ele queria ver a irmã, sentia saudades dela e a única coisa que ele conseguiu foi fazer com que ela se enfurecesse com ele e tentasse o afastar dela como ela sempre fazia com todos que tentavam se aproximar.

Ele voltou sua atenção para a irmã, a analisando. Ela parecia furiosa e decepcionada com ele e Dan se sentia pior ainda vendo isso nela. Ele jogou as mãos pro alto.

- Tudo bem, você venceu. Se prefere que eu não vá, então eu não vou. Não quero obriga-la a fazer mais nada que você não queira. Só fale comigo antes de falar com qualquer pessoa além do Gabe ok?

_________________
Daniel Bradley | Instrutor | Filho de Ares
avatar
Daniel Bradley


Mensagens : 40
Data de inscrição : 06/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Narrador em Qua Jul 11 2012, 10:43

TURNO ENCERRADO!


Novo turno iniciando-se dia 11 de Julho e encerrando em 31 Julho.
avatar
Narrador

Mensagens : 136
Data de inscrição : 23/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por James Stark em Sex Nov 09 2012, 16:27

James andou pela praia, o mais longe possível da festa, tanto ele quanto Melanie estavam em silêncio, ele analisou os lugares a sua volta, ninguém estava por perto. James parou virando de frente para Melanie. Ela olhou para trás, em direção a festa – Não se preocupe, não vou tomar muito tempo de você. – ele diria o que tinha que dizer e a deixaria voltar para a festa.

- Pra mim aquele beijo não foi um erro – ele disse como se o assunto não tivesse sido interrompido a instantes atrás. Melanie o olhou – Eu não me arrependo de ter me aproximado, nem de ter te beijado de volta quando você me beijou. Eu posso ter agido dessa forma quando aconteceu, ou pensado assim, mas agora..não mais.

Ele esperou ma reação negativa de Mel, mas ela apenas o olhava e ele não sabia se aquilo era bom ou ruim. – Eu entendo que eu te magoei no passado e que eu devo ser a última pessoa que você iria querer se envolver, mas eu não posso mentir para você e dizer que foi um erro..não foi. – ele a olhou, indeciso por um instante, ele não se importava com o que pudessem dizer sobre ele..ele nunca se importou com os comentários, mas ele se importava com o que poderia acontecer a ela.

A dúvida se dissipou rapidamente, James se aproximou de Mel decidido e a beijou. Ele colocou as duas mãos na cintura de Mel e a puxou para ele, sentindo o corpo dela colar ao dele, subiu lentamente uma das mãos, parando no rosto de Mel e dessa vez James não se conteve, ele a beijou com vontade, sem reservas, ele não sabia se ela reagiria mal, por isso ele precisava aproveitar cada instante que ele pudesse estar com ela.

_________________
James Stark | Filho de Apolo | 22 anos | | Instrutor

Narração :: Falas :: Falas alheias :: "Pensamentos"
avatar
James Stark


Mensagens : 37
Data de inscrição : 05/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Melanie Howard em Sex Nov 09 2012, 17:47

Eu simplesmente me entreguei ao beijo deixando ele me abraçar e me puxar para perto dele quando os lábios dele deixaram o meu um sorriso escapou pelos meus lábios, ele sorriu junto comigo.

- Estamos fodidos, completamente fodidos. Nós precisamos voltar eu não sei o que você esta pensando, mas a hora que saímos estava quase todo mundo olhando para gente e na minha testa esta escrito encrenca. Não quero arrumar isso para você.

Ele apenas acenou com a cabeça, pegando em minha mão novamente um sorriso escapou pelos meus lábios eu puxei a mão dele novamente para trás o corpo dele deu solavanco eu pulei no pescoço dele o beijando novamente prendi minhas pernas em sua cintura os braços dele se prenderam em torno da minha cintura.
Eu aproveitei o beijo porque não saberia quando encontraria ele novamente.
Quando nós afastamos ele não me baixou ficou me segurando os olhos dele eram misteriosos eu não sabia o que pensar, dei mais um beijo rápido nele.

- Precisamos realmente ir. Eu disse com um surro, ele me apertou. Eu dei um sorriso em retribuição.
avatar
Melanie Howard


Mensagens : 80
Data de inscrição : 01/08/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por James Stark em Sab Nov 10 2012, 14:17

Melanie o surpreendeu correspondendo o beijo. James sorriu, ele imaginava que aquilo daria certo, mas Mel estava certa, eles precisavam voltar para a festa antes que alguém viesse atrás deles e causasse mais problemas do que eles já estavam arrumando por si só. - Precisamos realmente ir.

Ah não, James não queria ir. Ele a apertou um pouco e ela sorriu ameaçando se afastar. James deu um grunhido em protesto – Ainda não Mel. – ele a beijou novamente, descendo os lábios pelo pescoço dela – só mais uns minutos – ele sussurrou enquanto a beijava e a segurava com firmeza junto a ele.

Mel não protestou quanto ao ‘só mais alguns minutos’ e eles ficaram ali por mais algum tempo, aproveitando o momento para estarem juntos, enquanto pudessem. Ela se afastou dele decidida dessa vez, James suspirou – Está bem – ele disse contrariado – Vamos voltar para a festa. Eu preciso mesmo ficar por lá para tomar conta daqueles campistas desajuizados. – ele fez uma careta.

Imaginava que ele ia acabar sendo interrogado por alguém ali na festa para saber o que havia acontecido e como ele não falaria sobre aquilo, as pessoas começariam a tirar suas próprias conclusões e provavelmente algumas delas poderiam passar perto do verdadeiro motivo.

James deu um último beijo em Mel se afastando – Vamos – ele lhe deu a mão e começaram a andar. Antes de chegarem a festa, eles se separariam.


ENCERRADO

_________________
James Stark | Filho de Apolo | 22 anos | | Instrutor

Narração :: Falas :: Falas alheias :: "Pensamentos"
avatar
James Stark


Mensagens : 37
Data de inscrição : 05/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Narrador em Sab Dez 22 2012, 11:03

TURNO ENCERRADO!


Novo turno iniciando-se dia 22 de dezembro e encerrando em 31 Janeiro.
avatar
Narrador

Mensagens : 136
Data de inscrição : 23/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Gween Shoewndors em Dom Jan 20 2013, 21:19





In the night, I hear'em talk,

The coldest story ever told. Somewhere far along this road he lost his soul... To a woman so heartless. How could you be so heartless?


A língua estalou em um movimento corriqueiro e inconsciente. Havia ganho essa mania após o longo convívio com seu irmão e sua ansiedade claustrofóbica. Talvez por isso, quando começava a agir como se tivesse tomado cinco cappuccinos duplos, vestia uma roupa leve e deitava-se na areia, ignorando o resto do mundo. Estar perto do silêncio tinha esse efeito calmante: os problemas sumiam, o sol parecia menos infernal e a brisa lembrava dedos brincalhões acariciando a sua pele. Ah, doces pensamentos que povoam contos de fadas de uma campista problemática.

O local estava em uma temperatura agradável,como ela previra. E vazio também, com exceção de alguns campistas. Em um ato perfeitamente comum, a morena abriu os olhos, reconhecendo um ou outro rosto. As vezes, seus olhos vagavam para longe dos semideuses, fixando-se em algo que lhe chamava a atenção até que decidiu fechar os olhos e aproveitar o momento.

valeu @ cács!



Última edição por Gween Shoewndors em Sab Jan 26 2013, 18:38, editado 2 vez(es)
avatar
Gween Shoewndors


Mensagens : 90
Data de inscrição : 23/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Layla A. Richthöfen em Sex Jan 25 2013, 17:41



O único jeito de esquecer de seus problemas, era andar pela praia. Gostava de sentir a brisa tocar seu rosto, como se estivesse acariciando-a, a areia tocando-lhe os pés, o som do mar, tudo isso fazia com que se esquecesse dos seus problemas, fazia se sentir mais livre, era como se estivesse voltando ao seu passado, quando saia escondido de casa, para ir a praia, seus tios não deixavam a garota sair por ai sozinha, não que se importassem, só não queriam ter problemas com ela se metendo em brigas por aí, ou sendo achada, jogada em um canto completamente bêbada. Seus cabelos que antes estavam presos, agora estavam completamente soltos, não havia percebido que o elástico na qual prendia seu cabelo, havia arrebentado. Deu um leve suspiro, sentando-se na areia, colocou sua canga no chão, e pousou sua cabeça sobre ela. O tempo estava ficando nublado, gostava de dias assim. Não era fã do sol e muito menos do calor. Voltou a ficar desanimada, os problemas começaram a atordoar novamente, ela precisava, precisava saciar o seu vício. Levantou-se do chão, com intensão de caminhar a beira, tentar se distrair e pensar em coisas boas, mas apenas molhou seus pés no mar, e ficou ali parada, apreciando tudo a sua volta.
avatar
Layla A. Richthöfen


Mensagens : 44
Data de inscrição : 06/11/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Katherine Monteith em Sab Jan 26 2013, 00:17




I Wanna Dance And Enjoy The Beach, Bitch!

In the mountains, las campanas están sonando. Todos los chicos (chicas) y los chicos (chicas) están besando. I wanna dance and love and dance again, I wanna dance and love and dance again!



Cheguei na praia decidida a renovar o meu bronzeado permanente, peles douradas nãos existem naturalmente e a minha dá muito trabalho. Olhei para os lados e encontrei um rosto conhecido em meio a praia vazia, acenei delicadamente.
_Hey Layla!_ Cumprimentei a filha de Hefesto.
Forrei a minha esteira na areia e, só então, percebi que o céu estava nublado, resmunguei comigo mesma, mas me deitei na esteira do mesmo jeito, tinha passado bastante bronzeador e, com sorte, conseguia pegar alguma cor.
_Não acredito que o Sol não apareceu justo hoje!_ Disse em voz alta._ E como vai você Layla? Não te vejo desde a festa._ Perguntei para a garota.
Passei a ser mais próxima da garota no dia da, ainda comentada, festa. Ela não se parece comigo como Sammi ou Maggie. Eu, sou a típica filha Barbie de Afrodite, já ela tem o espírito rebelde que já notei em alguns filhos de Hefesto, mas posso considerar ela uma de minha amigas próximas.


TAGGED Jiyeon//WEARING THIS //INFINITIZE @GraphicsLand




avatar
Katherine Monteith


Mensagens : 83
Data de inscrição : 20/02/2012
Idade : 22
Localização : No seu bolso

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Layla A. Richthöfen em Sab Jan 26 2013, 15:19

Estava prestes a fechar os olhos para relaxar, quando ouviu uma voz, uma voz conhecida, talvez fosse Katherine, a filha de Afrodite. E era. - Oi Kath... - Algo para estragar o seu momento de paz. - Ah, vou bem. E você? - Disse em voz alta. Aquilo estava ficando hilário, podia muito bem se aproximar dela, para conversar, ao invés de ficarem gritando uma com a outra. Resolveu ser amigável e se aproximar, teve de se sentar no chão, ao lado de Katherine, e ficou fitando o mar. - Bom, fiquei apenas no chalé. Não gosto muito de me juntar as pessoas, se é que entende. - Katherine transmitia decepção, o sol estava escondido atrás das nuvens cinzentas, aquilo agradava Layla, já que não era amadora do sol. Respirou fundo, brincando com as próprias mãos. As lembranças estavam voltando (...)
-
Claire... Lembranças.

- Olha o que você faz! Trás desgosto e vergonha para todos nós Anastácia! - Sua tia gritava, seus olhos transmitiam raiva, enquanto sua voz fraquejava toda vez que mencionava seu nome. - Como se você se importasse! Só se importa com a herança que minha mãe deixou a mim. - Pensou em virar as costas, mas sua tia iria dizer que estava fugindo de uma conversa, como sempre. Queria fugir, era mais fácil do que enfrentar sua tia, pois ela sabia, que tudo isso que fazia era errado, mas também sabia, que sua tia não se importava com ela nem um pouco, se importava apenas em mantê-la viva, para que as pessoas não a julgassem. - Eu me importo sim e... - Layla não podia se conter, estava prestes a se avançar na única família que tinha, mas respirou fundo, parou em frente a mulher com o rosto molhado pelas lágrimas. - Não ouse dizer que se importa, pois estará mentindo.

"Tem vez, que a gente só precisa de um colo, que deixe o silêncio conversar."
(...) Despertou-se de suas lembranças rapidamente, olhou para kath e sorriu, ela ainda estava ali, esperando o sol aparecer, com tamanha decepção. - Acho que o sol não vai aparecer agora então... - Enganou-se, e finalmente, o sol surgirá entre as nuvens. Layla mesmo não gostando sorriu, virá Katherine sorrir de felicidade, como uma criança. A garota levantou-se para pegar sua canga, voltou para o lado de Katherine, pousando sua cabeça sobre a canga novamente, e ficou fitando o céu, ouvindo Katherine ao seu lado.


Última edição por Layla A. Richthöfen em Sab Jan 26 2013, 15:29, editado 2 vez(es) (Razão : Desculpa Kath, estou sem criatividade hoje. kk (por isso que stou editando loucamente))
avatar
Layla A. Richthöfen


Mensagens : 44
Data de inscrição : 06/11/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Gween Shoewndors em Sab Jan 26 2013, 18:55





In the night, I hear'em talk,

The coldest story ever told. Somewhere far along this road he lost his soul... To a woman so heartless. How could you be so heartless?


Era uma sensação deveras agradável. Seu corpo estava dormente, leve e descansado, como se flutuasse em meio às nuvens no céu ou repousasse em uma cama feita apenas de algodão doce. Por mais que sua mente persistisse em lembrá-la dos últimos tão horríveis acontecimentos, não sentia absolutamente nada. Nenhuma irritação, nenhuma dor; caso fosse mais otimista poderia jurar que de fato não havia um ferimento sequer em seu coração.
Parecia que estava há anos trancada em uma caverna escura e úmida, com a ausência completa de luz, e finalmente tivesse encontrado a saída através de um feixe luminoso, pois seus olhos arderam e tentaram com esforço voltar a se fechar. Mas não o fez. Ardência nenhuma a impediria de admirar aquele espetáculo de emoções que estava vivenciando.

Gween ouvia o início da conversa de duas campistas há alguns metros de si,calmamente, perdendo-se ao observar o movimentos das mesmas, como um velho passatempo. E assim que a morena de cabelos bonitos terminou de se pronunciar,Gween piscou seus olhos. Uma, duas, três vezes. Sentiu um névoa escura vagar pelo seu corpo, a envolvendo minuciosamente. Um meio sorriso escapou dos lábios da filha de Hades quando fixou seu olhar no local onde elas estavam, já visualizando em sua mente para onde as sombras a levariam.
E então, fechou os olhos atenta, suspirando antes de ser abraçada pela escuridão.

(...)
Sentiu-se ser puxada pelas sombras, vagando durantes segundos para uma dimensão onde o ar parecia praticamente irrelevante. Questão de segundos, que fizeram a garota comprimir os olhos e contar os instantes para aquele repuxo em todo o seu corpo cessar.
Quando,por fim, finalmente pôde aspirar o ar a sua volta, instintivamente abriu os olhos escondidos pelos óculos escuros, ouvindo novamente o barulho do mar e o vento castigando seus cabelos negros juntamente com a areia. Sorriu para as faces desconhecidas à sua frente, endireitando o corpo cuidadosamente.

-Gween, de Hades. É bom conhecer..vocês.-ditou com sua voz imponente e grave, retirando os óculos e relevando por completo a sua face bela e pálida.

valeu @ cács!

NOTES.:Gween atrapalhando todo mundo, we!-q Ok, não me matem.Espero que gostem 'u'

avatar
Gween Shoewndors


Mensagens : 90
Data de inscrição : 23/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Katherine Monteith em Sab Jan 26 2013, 21:14




I Wanna Dance And Enjoy The Beach, Bitch!

In the mountains, las campanas están sonando. Todos los chicos (chicas) y los chicos (chicas) están besando. I wanna dance and love and dance again, I wanna dance and love and dance again!



_Na verdade, eu não consigo entender isso, você sabe que gosto de ficar rodeada de pessoas, mas sei que você é assim mesmo!_ Disse rindo.
Continuei olhando para o céu para ver se ainda tinha alguma esperança, por um momento, a mente de Layla pareceu voar para longe dali e eu tirei meu chapéu, á que, sem sol, ele não teria serventia alguma.
Uma garota desconhecida aos meus olhos surgiu e aproximou-se, estava certa de que ela não era minha irmã, pois conheço todas elas. Foi então que ela nos cumprimentou e se disse filha de Hades.
_Katherine, de Afrodite._ Joguei meu cabelo para o lado brincando com a fama, verdadeira, que a filhas de Afrodite têm de serem vaidosas.



TAGGED Jiyeon//WEARING THIS //INFINITIZE @GraphicsLand




avatar
Katherine Monteith


Mensagens : 83
Data de inscrição : 20/02/2012
Idade : 22
Localização : No seu bolso

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orla da praia

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 11 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... , 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum