Chalé de Afrodite

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Alice Hathaway em Sex Jul 29 2011, 14:55

Isabella olhou para Alice incrédula, ela provavelmente achava que Alice não bebia. A loira sorriu. - Hum depende, de qual mala você ta falando? Eu trouxe duas malas com a adega do meu pai quase completa dentro delas. – Ambas riram. Era bem típico de Isabella fazer isso, mesmo. “Gabe provavelmente não acreditaria nisso”, pensou. “Para ele, Isabella é uma santa. Ele não quer ver que eu e Isabella temos mais em comum do que ele gostaria.” - E sobre ir viajar com você, eu não posso ficar em lugares muito movimentados eu não sei si você se lembra mais tem um irmã meia fugitiva, apesar de Gabe disse que si eu trabalha melhor em persuasão posso ir a qualquer lugar sem ser notada ou sem ser pega. – A voz de Isabella tirou-a de seus pensamentos.
- Gabe está certo. Você pode fazer as pessoas te obedecerem, se você quiser. É o seu 'dom' como filha de Afrodite. Eu vou te ajudar a trabalhar nele, se você quiser. - Virou-se para a irmã que tirava garrafas de dentro da mala. Foi a vez de Alice ficar incrédula. Inesgotáveis garrafas de vodka, whisky e bebidas coloridas estavam dentro da mala. Ela realmente não estava brincando quando disse que saqueou quase toda a adega do pai. - Alice, qual é problema de Gabe? – Ela disse, meio hesitante, fechando a mala e caminhando na direção de Alice com uma garrafa de vodka e dois copos. - É que as vezes ele parece perde um controle, an como vou explicar mesmo ele tendo o rosto calmo as vezes é possível ver raiva em seus olhos. – Encheu seu copo enquanto falava. Alice pensou sobre o assunto. - Já ta tudo fudido mesmo. – Comentou, virando seu copo. Passou a garrafa à Alice, que encheu seu copo. Isabella fez menção de acender outro cigarro, mas Alice o tirou de sua mão e pegou seu isqueiro, também.
– Agora chega, ok? Se você continuar fumando, vai impregnar esse cheiro no Chalé inteiro e eu vou ter muitas coisas à explicar aos nossos irmãos. Além do mais, vai acabar com o seu pulmão. Você é muito bonita pra morrer de câncer, não acha? - Arqueou as sobrancelhas e suspirou. - Bom, sobre Gabe: ele é filho de Ares. – Alice explicou. – Ele é mais violento do que o normal, porque, bem, o pai dele é o deus da guerra selvagem, da matança, entende? Todos os filhos de Ares tendem a ser um pouco mais... agressivos do que o normal. E o Gabe, bem, ele tenta lutar contra isso. E o passado dele não é dos melhores. Ele fazia coisas realmente erradas. De um tempo pra cá ele vem tentando fazer as coisas do jeito certo, mas nem sempre ele pode se controlar. – Completou, lembrando-se de apenas algumas horas atrás, quando Gabe havia se descontrolado com ela. Virou o copo, para afastar as lembranças.

Alice Hathaway


Mensagens : 75
Data de inscrição : 24/06/2011

Ver perfil do usuário http://www.twittpotter.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Gabe Trevisan em Sex Jul 29 2011, 15:32

Eu me sentia mais calmo depois ter caminhado ate o chalé, respirei fundo parando alguns passos da porta, eu podia ouvir risos lá dentro, arquei minha sobrancelha para Nathelie. Ela estancou, dei um sorriso torto caminhando ate porta dei passos longos. Bati o punho três vezes contra a madeira rústica. Ou elas estavam surdas ou bêbadas de mais para não ter escutado. Eu nunca presenciei Alice alterada, mas quando ela abriu a porta tive que segurar o sorriso, seus olhos estavam vermelhos e a pele mais pálida que o normal ela segurava um cigarro e um isqueiro na mão. Arqueei apenas uma sobrancelha demonstrando meu tom interrogativo. Alice fumava desde quando?

- Oi de novo. Para quem nem conversava acho que podemos nós parabenizar pelo avanço que tive em apenas um dia.

Eu levantei a mão pousando meu dedo indicador na ponta de seu nariz pressionando um pouco ate o ver ficar vermelho sob meu toque, ela era tão branca que o sangue pulsava forte com a apenas um toque. Abaixei a mão dando um sorriso torto.

Ela era linda. Eu não seria idiota nem mesmo mesquinha de tirar a beleza dela de meus olhos só porque eu estava 24 horas com os pensamentos em Isabella. Contemplei a linha do seu rosto e os olhos claros. Lembrei-me de falar.

- E então podemos participar da reunião particular? Eu disse gesticulando para Nathalie.
avatar
Gabe Trevisan


Mensagens : 62
Data de inscrição : 12/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Alice Hathaway em Sex Jul 29 2011, 15:58

Antes que Isabella pudesse responder ou protestar por causa do cigarro roubado, ouviram três batidas na porta. Se perguntou quem seria. Ela não tinha deixado claro para todos na praia de que ela e Isabella não queriam ser incomodadas? Bufou, se dirigindo até a porta. Ela estava perdendo sua credibilidade, percebeu amarga. Abriu a porta e seus olhos se arregalaram levemente quando se deparou com Gabe. Revirou os olhos. Claro que ele viria atrás dela. Tentou esconder o cigarro e o isqueiro atrás das costas, mas percebeu que foi um movimento inútil; Gabe já havia notado-o e provavelmente pensaria que era Alice que estava fumando. Lindo. - Oi de novo. Para quem nem conversava acho que podemos nós parabenizar pelo avanço que tive em apenas um dia. – Alice arqueou as sobrancelhas para ele, mas antes que pudesse soltar sua resposta irônica, ele levantou a mão e pressionou o nariz dela com o dedo indicador. Ela sabia que quando ele retirasse o dedo, o local estaria com um leve tom avermelhado. Uma das desvantagens de se ter a pele tão branca. Seus olhos se encontraram e ambos sorriram, mas Alice tinha plena consciência de que Gabe não estava ali por ela. - E então podemos participar da reunião particular? – Alice suspirou, e só então notou Natalie. Olhou para trás, para Isabella que assistia tudo do outro lado do quarto. Suspirando mais uma vez, ela se virou para os dois semideuses que aguardavam sua resposta. – Se hoje fosse um dia normal, eu provavelmente não iria contra minhas palavras, mas... hoje não está sendo um dia normal. – Ela sorriu suavemente. Abriu mais a porta, dando passagem à eles. – Entrem. E ignorem o maldito cheiro de cigarro.

_________________
... I need a superhero, cause I am just a girl
Alice Hathaway :: Filha de Afrodite :: 16 anos

"Pensamentos" | Falas próprias | Falas de outros personagens
avatar
Alice Hathaway


Mensagens : 75
Data de inscrição : 24/06/2011
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue.

Ver perfil do usuário http://www.twittpotter.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Natalie Dion em Sex Jul 29 2011, 16:42

Gabe bateu na porta e segundos depois ela foi aberta por Alice. Logo que Alice abriu a porta foi possível sentir um cheiro de cigarro vindo do quarto. “Se hoje fosse um dia normal, eu provavelmente não iria contra minhas palavras, mas... hoje não está sendo um dia normal” disse abrindo mais a porta para que nós entrassemos “Entrem. E ignorem o maldito cheiro de cigarro.”

Gabe entrou primeiro e eu dei um olhar interrogativo para Alice. “Quem andou fumando?” sussurei para ela que ainda estava com a porta do chalé aberta. Apesar de ser uma perguntando um tanto sem noção já que Alice estava com o cigarro e o isqueiro na mão, não custava nada perguntar. Vi então Alice dar um olhar de relance para Isa. Segui ate a cama onde Isa estava sentada com mais um copo na mão. Retirei o copo de sua mão dizendo "Chega não é? Não acha que já bebeu demais?" Ela me olhou de cara feia tentando pegar o copo “E ainda fumando?” me sentei na cama de Alice levantando rapidamente em seguida quando lembrei que Alice não gostava que ficassem em sua cama."

“Esta tudo bem por aqui?” perguntei olhando para as duas.


OFF: não me apressa que ai não sai :@
avatar
Natalie Dion


Mensagens : 165
Data de inscrição : 29/06/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Isabella Bittencourt em Sex Jul 29 2011, 16:50

Isabella acompanhou com olhos a mão tocar o nariz de Alice, seja lá quem estava na porta era intimo ela não conseguia distinguir a voz , mas quando a porta foi aberta por completa ela quase engasgou com a bebida. Gabe entrou no quarto e de repente o chalé ficou pequeno. Ela não sabia se era por causa da sua altura ou por causa do poder que ele emanava, Alice e Nathe a olharam, com um olhar interrogativo, ela sorriu para as duas e ainda com a visão meia embaçada acompanhou Nathalie se aproximar.
"Chega não é? Não acha que já bebeu demais?E ainda fumando? Esta tudo bem por aqui?”

Isabella lançou um olhar para Alice. Depois voltou a atenção a Nathalie.

“Eu fumo desde que comecei usar calcinha de renda e minúscula” Ela disse indo para o lado da irmã, ela queria mais tempo com Alice, mas pensando bem as duas teriam tempo o bastante. “Ta tudo bem sim.” Ela disse com um sorriso.

“E sobre meu cigarro, devolve.” Ela fez um bico “Quem gostar de mim, vai me aceitar assim. E ponto. Fim”

Ela olhou para Gabe que analisava tudo desde a hora que chegara.
avatar
Isabella Bittencourt


Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Gabe Trevisan em Sex Jul 29 2011, 17:07

Eu passei por Nathalie pegando o maço de cigarros, antes de Isabella pegar novamente de sua mão, parei na frente da garota analisando de cima, o perfume dela era quase impercebível, o cheiro do cigarro havia sobrecarregado seu cheiro natural.

“Eu espero que você não esteja usando uma calcinha mínima de renda com esse vestido.” Dei uma pausa dando um olhar malicioso a ela, eu me lembrava do pedaço de renda que ela havia enrolado no vestido. “E não chega por hoje, para falar bem a verdade eu acho que você precisa de um banho.” Eu disse tirando uma mecha de seu cabelo que insistia em cair sobre seus olhos.

Eu afastei a mão a palma da mão formigava, mesmo ela embriagada sua beleza continuava ali intacta, os labios pareciam menos vermelhos, quase pálidos, secos. Debaixo dos olhos haviam alguns sinais de olheiras. Me afastei dela sentando em sua cama.
“E então minha cara, você ira para o banheiro ou um de nós terá que acompanha - lá? Prometo não ser malicioso e nem me aproveitar da situação.” Mordi o canto do lábio. Ela suspirou fazendo um bico e indo para o banheiro em passos machados.

Voltei meus olhos a Alice.

“Esta tudo bem, mesmo?”

avatar
Gabe Trevisan


Mensagens : 62
Data de inscrição : 12/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Alice Hathaway em Sex Jul 29 2011, 17:25

- E então minha cara, você irá para o banheiro ou um de nós terá que acompanhá-la? Prometo não ser malicioso e nem me aproveitar da situação. – Depois dessa, Alice não pôde mais se segurar: ela soltou uma gargalhada, andando na direção dos colegas, as sobrancelhas arqueadas ironicamente. "Tá bom que você não se aproveitaria, Gabe. Só se você fosse cego."
- Sinto muito, mas acho que vocês ainda não chegaram na fase em que tomam banho juntos. – Ela falou, sorrindo irônica. – Pelo menos não no meu Chalé. – Isabella entrou no banheiro marchando, e Gabe aparentemente ignorou seu comentário.
- Está tudo bem, mesmo? – Ela suspirou, desistindo da fachada irônica e voltando a sorrir.
- Sim, está. Tudo ótimo. Ela é muito parecida comigo, tenho que admitir. Acho que foi por isso que nós nos detestamos tanto no começo. – Andou pelo quarto, abrindo todas as janelas que haviam lá. – Maldito cigarro. – Murmurou, para si mesma.

_________________
... I need a superhero, cause I am just a girl
Alice Hathaway :: Filha de Afrodite :: 16 anos

"Pensamentos" | Falas próprias | Falas de outros personagens
avatar
Alice Hathaway


Mensagens : 75
Data de inscrição : 24/06/2011
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue.

Ver perfil do usuário http://www.twittpotter.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Isabella Bittencourt em Sex Jul 29 2011, 17:35

Isabella deixou a água gelada escorrer pelo corpo por um tempo, depois ensabôo o corpo. Sentia mais sóbria depois do jato de água gelada. Depois de ter se lavado, ela ainda ficou por um tempo no chuveiro o corpo ainda parecia febril, olhou para o chão sorrindo ao ver a calcinha mínima sobre o vestido. Colocou a escova de dente na boca se encentrando em tirar qualquer resido de cigarro de seus labios. Fez uma careta ao se olhar no espelho, estava horrível, pegou a escova de cabelo demorando ate desembaraçar o cabelo longo, mordeu os labios ate eles ficaram vermelhos novamente.

Olhou ao seu redor ainda enrolada na toalha, procurando pelas roupas que havia pegado, colocou o short e a blusinha branca.

Enfiou a mão pelo cabelo para tentar secá-lo um pouco mais. Saiu pela porta.

- Pronto bonitos estou nova em folha.

Ela disse enquanto pegava a bagunça pelo quarto, ela podia sentir o cheiro do cigarro enrugou o nariz.

- Nossa minha cabeça esta muito pesada. Caraio! Sentou ao lado de Gabe em sua cama. – Quer bebe? Tem ainda bebida de sobra na mala, Nathe você também parou?
avatar
Isabella Bittencourt


Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Natalie Dion em Sex Jul 29 2011, 17:47

Isabella saiu do banho e se sentou ao lado de Gabe "Nossa minha cabeça esta muito pesada. Caraio! Quer bebe? Tem ainda bebida de sobra na mala, Nathe você também parou?" disse

Fiz que sim com a cabeça começando a sentir o efeito da bebida e também o clima que estava ficando no chalé. "Acho que essa é minha deixa" disse baixinho "Bem, eu vou indo, só vim para ver se vocês duas não haviam se matado por aqui e como vocês parecem ter se entendido eu vou indo. Acho que preciso dar um jeito nessa bebedeira" olhei para Gabe e para as meninas e fui seguindo em direção a porta."Também preciso criar coragem pra depois me entender com meu irmão" murmurei para mim mesma. "Comportem-se. Vejo vocês depois" acenando para eles e saindo.


ENCERRADO
avatar
Natalie Dion


Mensagens : 165
Data de inscrição : 29/06/2011
Localização : Acampamento meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Gabe Trevisan em Sab Jul 30 2011, 12:19

Acompanhei com os olhos Isabella sair do banheiro com um shorts curto e sentar ao meu lado ainda olhando seus feições escutei ela me perguntar si eu queria beber. Neguei com a cabeça. Eu me lembrava de ter dito para Nathalie que precisava beber, mas era uma desculpa fajuta para vê-la. Nathalie se despediu.
Eu olhei para os lados me sentindo desconfortável de estar ali com as duas. A que eu gostava e a que gostava de mim. Suspirei.

"Eu... Acho que também vou, não queria atrapalhar eu só realmente queria ver se as duas estavam bem."
Eu disse olhando de uma para outra.

Eu me lembrei de compará-las ao sol e a lua, mas olhando assim uma perto da outra, talvez eu tenha me equivocado. Talvez fosse mais correto as compará-las ao dia e a noite. Os cabelos loiros de Alice mostravam a claridade intensa do dia e os negros de Isabella mostravam a escuridão da noite. Fácil de mais de se perder. E ao mesmo tempo as duas trocavam os papeis. Alice demonstrava seu humor negro, era fácil para ela. Eu duvidara que Alice preferisse o dia a noite, ela era noturna. Já Isabella mostrava a cor do céu estampados em seus olhos azuis. O rosto dela emanava a saúde que só a vitamina D do sol poderia proporciona.
Uma delas ainda me deixaria louco. Talvez as duas. Seria quase irônico se os outros alunos soubessem que o filho de Ares si apaixonaram pelas duas filhas de Afrodite. Diga-se por passagem elas eram as mais lindas do acampamento e eu era abençoado ou amaldiçoado por estar entre as duas, eu me sentia entre os Gregos e os Troianos.

Me levantei, levando a mão ao cabelo e bagunçando ele, pela centésima vez no dia. Era um costume que tinha só quando estava nervoso, suspirei tentando me acalmar.

“Vocês duas ainda me mataram. E acho que morreria feliz.” Disse sem pensar, me recompus. Olhei para Isabella. “ Eu preciso falar com você, eu peguei um jornal em uma livraria hoje pela manha quando comprei o vestido, acho que você deveria dar um olhada.”

Eu vi seu rosto ficar confuso.
avatar
Gabe Trevisan


Mensagens : 62
Data de inscrição : 12/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Isabella Bittencourt em Dom Jul 31 2011, 22:47

“Vocês duas ainda me mataram. E acho que morreria feliz. Eu preciso falar com você, eu peguei um jornal em uma livraria hoje pela manha quando comprei o vestido, acho que você deveria dar um olhada.”

Isabella o olhava confusa não só pela frase de morre quanto pela historia jornal. Coçou o antebraço direito olhando depois para Alice.

"Iiiiii, Gabe acho que ta falando com a pessoa errada nunca gostei de jornal, nem de noticias." Ela disse enquanto olhava para o garoto. Lembrava do pai sentado atraz da grande mesa de madeira polida com um jornal sempre a sua frente as vezes saia no jornal na coluna social mas de uns tempos cara era só na policial mesmo. Ela quase teve vontade de rir de si própria. A vontade de beber mais uma vez a invadiu, Porra Isabella, ta virando dependente agora? Suspirou tirando o cabelo das costas.

Ela analisou mais um pouco talvez Gabe tinha visto alguma entrevista sobre seu pai ou ate mesmo a morte de Alec. Sera que encontraram seu corpo. Segurou um soluço.

"Hoje não, acho que não estou pronta o suficiente para nenhuma noticia." Ela levantou olhando para o chão. "Eu preciso ficar sozinha, desculpa." Era normal dela quando ela bebia sempre havia uma depressão pos bebida. Ela queria ficar só. Era simples.
Caminhou ate a porta saindo. Não caminhando para nenhum lugar especifico.



ENCERRADO

avatar
Isabella Bittencourt


Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Gabe Trevisan em Sex Ago 05 2011, 12:44

Eu acompanhei com os olhos enquanto Isabella caminhava para fora, não havia entendido o porquê ela não queria ver o jornal eu nem havia falado a ela o que tinha nele. Mesmo as noticias não sendo boas.

Olhei para Alice quando Isabella fechou a porta, mordi o canto do lábio.

“Eu disse algo?” Olhei para ela seu rosto era inexpressível ela ficou por algum tempo apenas me olhando, dei uma leve inclinada no pescoço analisando. Dei um sorriso meio mulherengo e levantei da cama de Isabella sentando na dela, ela me encarou incrédula. Dei uma gargalhada alta e em bom som. Abaixei os olhos para minhas mãos. Ficando serio. Eu estava enclausurado entra Alice e Isabella, será que seria possível amar duas ao mesmo tempo. Eu sabia que Isabella precisava de um tempo, mas será que eu estava disposto a esperá-la? Era perturbador o jeito que ela me olhava como quem estava lavando minha alma com fogo. E então havia Alice, eu a amava também? Eu a conhecia melhor que todos, eu sabia da máscara que ela usava, eu sabia dos seus medos. E eu tinha vontade de protegê-la de si mesma. Eu parecia um moleque de treze anos, apaixonado pelas garotas do segundo grau. Eu não conseguia mais raciocinar com elas perto. As duas tinham um efeito devastador sobre mim, era como tempestade de areia no deserto, capaz de mudar a paisagem e ao mesmo tempo capaz de arrancar minha pele, me deixando sangrando. Eu me sentia impotente diante daquela situação, era como si eu estivesse entre o poço e pêndulo. Ou eu caia ou seria cortado ao meio.

“Sabe Alice, são em dias como hoje que me lembro o porquê me apaixonei por você. Foi no mínimo interessante o que fez pela Isa, quer dizer, de ir procurá-la.” Eu dei um suspiro levantando os olhos para os dela, eles me convidavam a ir ate ela. E foi o que fiz. Me levantei e caminhei devagar ate pausar em sua frente. “Eu realmente admiro o que fez.” O rosto dela se tornou sarcástico, ela levantou o queixo e abriu os labios para questionar. Eu coloquei meu dedo sobre seus labios tentando silenciá-la, os labios dela eram quentes sob meu dedo. “Cala a boca Alice, me deixa falar.” Eu tirei o dedo dos labios dela, acariciando seu rosto com as costas da mão. “Volta a ser a minha Alice, a doce, a que se preocupa, a que ama. Volta a ser minha?” Eu não sabia mais o que estava dizendo, parecia que havia mil facas em minhas costas, a dor era insuportável, ela me empurrava para mais perto de Alice. Meu corpo pressionava o dela contra uma cômoda de madeira, eu pausei a mão sobre sua nuca e senti seu corpo tremer. Mordi os labios quando meus olhos caíram sobre os labios dela. Fechei os olhos devagar.

“Seu cheiro é tão bom. Ele me entorpece.” Abri os olhos, dando um sorriso torto, nossos rostos estavam tão pertos eu podia sentir o cheiro do seu hálito, me abaixei para ficar da sua altura, e levei os labios devagar ate os de Alice, eu esperei por tantos anos isso, que seria quase um pecado resistir naquele momento. Meus labios tocaram o dela devagar, apenas com selinhos, dando espaço para ela me afastar si desejasse.
avatar
Gabe Trevisan


Mensagens : 62
Data de inscrição : 12/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Gabe Trevisan em Sex Ago 05 2011, 12:53

Desculpem dei uma sumida. Mas estava meio atarefado esses dias Crying or Very sad
avatar
Gabe Trevisan


Mensagens : 62
Data de inscrição : 12/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Alice Hathaway em Sex Ago 05 2011, 16:19

- Sabe Alice, são em dias como hoje que me lembro o porquê me apaixonei por você. Foi no mínimo interessante o que fez pela Isa, quer dizer, de ir procurá-la. – Ele suspirou, Alice o olhava com uma expressão indecifrável. Estudando Gabe com os olhos, convidando-o até ela. Foi o que ele fez. Andou a passos largos até para na sua frente. - Eu realmente admiro o que fez. – Com isso a expressão lívida de Alice se desfez. Um sorriso sarcástico brotou em seus lábios, e com ar superior, ela fez menção de protestar. Gabe, porém, não permitiu. Colocou o indicador sobre os lábios dela, e uma sensação estranha tomou conta de Alice; como se milhares de pequenas borboletas voassem dentro de seu estômago. - Cala a boca Alice, me deixa falar. – Ele tirou o dedo de seus lábios e acariciou sua bochecha com as costas da mão. Alice fechou os olhos por alguns momentos, as borboletas agitando-se mais. Voltou a abri-los, apenas para encontrar o belo par de olhos verdes de Gabe encarando-a tão profundamente. - Volta a ser a minha Alice, a doce, a que se preocupa, a que ama. Volta a ser minha? – Ela queria responde-lo, sinceramente; mas a sensação de ter o corpo de Gabe pressionando o seu próprio estava deixando-a entorpecida. Ele estava tão, tão perto e quando as mãos dele foram para sua nuca, ela foi incapaz de não direcionar seus olhos para a boca dele. Gabe fechou os olhos, aproximando-se ainda mais. O coração dela batia tão forte em seu peito que ela achou que podia ouvi-lo. - Seu cheiro é tão bom. Ele me entorpece. –Gabe abriu os olhos, dando um sorriso torto. Eles estavam tão próximos agora que Alice podia sentir o hálito dele. Ele se abaixou um pouco, para igualá-los em tamanho. Lentamente, ele acabou com o espaço existente entre eles, dando um breve beijo na boca de Alice. Alice abriu um pequeno sorriso contra os lábios dele, ignorando a parte de sua mente que se culpava por Isabella. Essa era o momento dela e de Gabe. Ambos resolveriam sua situação com Isabella depois. Seus dedos delicados agarraram a camisa dele, puxando-o para ela. Porém, ela afastou seu rosto um pouco do dele, buscando seus olhos que se abriram abruptamente. – Sua Alice ainda está aqui, Gabe. Sempre esteve. – Ela disse numa voz muito baixa. E então voltou a se aproximar, fechando os olhos no processo, e encostando seus lábios nos dele. Abriu a boca ligeiramente, aprofundando o beijo, indicando que não queria, que não podia parar a si mesma. As mãos dele foram para a cintura dela, puxando-a para ele, e os dedos de Alice se perderam em seu cabelo macio. Eles se beijaram com urgência, de forma quase desesperada, como se esperassem por isso há muito tempo – o que, no caso de Alice era, de fato, verdade.

OFF: desculpem minha ausência também >< Eu realmente tava sem poder entrar aqui.

_________________
... I need a superhero, cause I am just a girl
Alice Hathaway :: Filha de Afrodite :: 16 anos

"Pensamentos" | Falas próprias | Falas de outros personagens
avatar
Alice Hathaway


Mensagens : 75
Data de inscrição : 24/06/2011
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue.

Ver perfil do usuário http://www.twittpotter.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Isabella Bittencourt em Seg Ago 08 2011, 09:25

Isabella abriu a porta do chalé enquanto olhava para corte em sua mão, lembrou de mais tarde se ao auto esbofetear, como alguém conseguia se cortar em prego enferrujado em uma madeira, o corte estava fundo mais não doía, ela preferia cortes fundos do que pequenos os pequenos sempre ardiam mais.

- Filha de uma puta. Disse quando tentou pela centésima vez fazer o sangue parar de escorrer.

Analisou o corte enquanto entrava no quarto. Dando um solavanco quando olhou para frente. Mordeu os labios segurando o riso. Um par de olhos azuis caiu sobre o dela ainda com a boca ocupada.

Gabe deu uma leve afastada em Alice. Isabella ainda controlava o riso.

- Er. Desculpa eu só ann... Quer dizer eu só vim lavar a mão. Ela disse erguendo a mão ensangüentada. - Pode continuar.

Começou a rir descontrolada, Alice acompanhou na crise de riso.

Isabella não sabia explicar o que estava sentindo, ela sentia um buraco no estomago e ao mesmo tempo se sentia aliviada. Era bom saber que no fim, seu plano inicial tinha dado certo, ela nunca quis ser o inicio de uma guerra, ela sabia o quanto antigo era o relacionamento conturbado de Alice e Gabe.

Ela sabia o quanto Alice amava Gabe, Isabella nunca havia sentindo aquelas coisas que diziam quando estava apaixonado, o frio na barriga, o nó na garganta, as borboletas no estomago.

E então ali estava ela parada na frente da irmã, com o corpo dolorido a pele parecia em chamas, o corpo parecia leve, talvez ela havia virado um balão e apenas flutuava.No estomago um buraco abria mais espaço a cada instante, o coração parecia querer ocupar mais espaço. A caixa torácica parecia pequena de mais. O pulmão trabalhava as pressas para poder acompanhar a quantidade de ar que ela inalava em tem pouco espaço de tempo.

- Eu vou lavar a mão, fique a vontade. Disse ainda sorrindo, deu passos leves e certos pelo quarto ate o banheiro não olhou para Gabe por nenhum instante, ela sabia que sua mascara era quase perfeita, se tinha algo que Isabella aprendera a fazer, era sorrir, ela sabia que seus olhos não sorria, mas nunca havia emoção que chegasse ao seus olhos, eles eram frios.

Entrou no banheiro olhando no espelho o rosto refletido, os olhos não mostravam dor, apenas mostravam um nada, ela suspirou duas vezes. Prometendo a si mesma e segurar qual quer lagrima que ousasse sair. E foi o que fez, se preocupou com a mão sangue ainda escorria em escala grande, abriu a torneira deixando a água lavar a pele.

off: sou muito fdp! uauhahuahua
avatar
Isabella Bittencourt


Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Gabe Trevisan em Seg Ago 08 2011, 12:19

“Sua Alice ainda está aqui, Gabe. Sempre esteve.” A voz dela perto de mim fez seu cheiro me atingiu em cheio. Em menos de um segundo nos labios estavam colocados de novo. O beijo começou calmo, leve, mas a urgência em nossos labios fez com que a respiração ficasse rápida, minhas mãos foram para sua cintura a puxando para mais perto ainda. Sua pele era quente, a cintura fina, me fazia querê-la mais perto a cada instante.

Um som fez com que eu abrisse os olhos relutantes. Meus labios ainda estavam nos de Alice,quando meus olhos caíram sobre Isabella. A pela irradiava, seus olhos queimavam, seu rosto era de divertimento, me fez lembrar uma garotinha que acabara de aprontar uma travessura. Eu tentava imaginar que horas ela colocaria a mão sob a boca e falaria Ops.

Dei uma leve afastada em Alice chamando sua atenção para Isabella.

Isabella por sua vez tirou os olhos de mim, olhando para a irmã parecendo envergonhada, eu não conseguia tirar os olhos dela, a confusão passou pelo seu rosto a voz saiu um pouco engasgada.

" Er. Desculpa eu só ann... Quer dizer eu só vim lavar a mão." Ela levantou a mão ensangüentada, eu dei um passo a sua direção, mas ela deu um passo para traz "Pode continuar." Disse ainda olhando Alice, mas eu sabia que ela havia visto meu movimento involuntário. Sabia também que seus passos para traz diziam algo.

Suspirei a dor cobriu meu corpo. O que eu havia feito? Eu estava brincando com os sentimentos de Alice e brincando comigo mesmo. Senti-me um cafajeste. Isabella e Alice sorriam uma para a outra. Tirei meus olhos de Isabella olhando para fora.

Quando eu entenderia que na verdade Isabella não sentia nada por mim? Quando eu levantaria a cabeça e aceitaria isso? Doía admitir. E então naquele momento eu tive a resposta que procurava mais cedo. Eu jamais desistiria dela, eu esperaria por ela por um século. Eu tentava aliviar, tentava me esconder atrás de Alice, mas eu tinha uma sentença chamada Isabella.

Eu senti uma dor de desconforto, foi muito rápido para eu perceber meu próprio erro. Bem astuta, especialmente para alguém que deveria estar em deleite após o beijo de Alice. Eu estava sem ar. Eu pensei em Alice. Eu me inclinei para o mais longe que eu podia de Isabella, virando minha cabeça para a janela. Firmei-me, travando meus músculos no lugar, e então suguei um pulmão inteiro de ar rapidamente, respirando por minha boca.

Ahh!

Era genuinamente doloroso. Respirar o mesmo ar que Isabella. Mesmo sem sentir o cheiro dela, ou podia sentir o gosto dela em minha língua. Meu corpo de repente estava em chamas outra vez, a necessidade de tê-la ao meu lado era tão forte como a daquele primeiro encontro.

"Eu vou lavar a mão, fique a vontade." A voz dela me tirou dos meus pensamentos. Segui com os olhos em quanto ela caminhava para o banheiro, eu tinha vontade de ir lá bater na porta e exigir ela dizer onde tinha se cortado. Fiquei olhando para a porta fechada, por alguns segundos. Ate sentir os olhos de Alice em mim.
Olhei para ela engolindo saliva.

"Alice, me desculpa." Eu não tinha certeza pelo que estava me desculpando. Olhei para longe. "Eu preciso ir." Era canalha o que eu estava fazendo, infantil e mesquinho. Mas eu precisava sair dali, não agüentaria mais ver Isabella. Dei dois passos, dando um beijo na testa de Alice.
Girei sobre meus calcanhares me dirigindo a porta, parei com uma mão na porta, decidindo se eu olhava para Alice ou não. Melhor não disse a mim mesmo, eu tinha medo de ver a dor em seus olhos.




ENCERRADO.
avatar
Gabe Trevisan


Mensagens : 62
Data de inscrição : 12/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Isabella Bittencourt em Dom Ago 28 2011, 10:01

Acordou com uma sensação estranha no corpo, odiava dormir a tarde sempre acordava como se algo tivesse sido arrancado dela. Sentou na cama olhando ao seu redor o dia estava quente a pele dela estava suada o cabelo grudava na testa e nas costas. Fez um coque rapido o prendendo no alto. Ela tentava se lembrar se havia sonhado, sim ela havia sonhado só não lembrava o que havia sonhando, a unica coisa que se lembrava é que não havia sido um sonho bom.

Levantou indo para o banheiro e pegando sua mala de coisas pessoais, entrou no banheiro e depois de quinze minutos saiu dele pronta. Não havia nenhum sinal de sono o cabelo ainda estava molhado decidiu deixar secar naturalmente.

Ela parou na frente do espelho, sentia um buraco no estomago e sensação de perda tomava conta dela. Olhou ao redor pegando o maço de cigarro na bolsa. E saiu do quarto.


Encerrado
avatar
Isabella Bittencourt


Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/07/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Narrador em Seg Jan 09 2012, 21:46

TURNO ENCERRADO!


Novo turno iniciando-se dia 10 de Janeiro e encerrando em 31 de Janeiro.
avatar
Narrador

Mensagens : 136
Data de inscrição : 23/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Annabella Summers em Ter Jan 31 2012, 13:57

Bati na porta do chalé mais ninguém atendia. Bati mais uma vez e nada. Mais porque estou batendo ? Sou filha de Afrodite, tenho que entrar Pensei comigo mesma, então entrei, arrastando as malas de rodinhas até uma cama vazia, que pelo visto, ninguém dormia nela, sento-me na cama, colocando as malas em cima de cama, e as abrindo, tirando as roupas e as dobrando uma por uma. Eu queria conhecer minhas irmãs, mais tinha medo de nenhuma delas gostarem de mim, mais o que importa isso ? Eu tenho que me importa comigo mesma. Dou um suspiro guardando meus pertences, e colocando as malas vazias para de baixo da cama. Sento-me novamente na cama olhando em volta, o chalé era todo delicado, por um momento fiquei pensativa sobre minha mãe, Afrodite, nunca pensei que eu pudesse ser filha de um deus, eu ser uma semi-deusa, logo eu, isso não é ruim mais, logo eu ? . Levanto-me indo ao banheiro, fecho a porta, e me olho no espelho, eu estava pálida, de repente porque a ficha de eu ser uma semi-deusa não caiu ainda.
- Argh.. Como eu sou... Horrível - Digo a mim mesma, sentando-me no chão do banheiro, abatida.


Última edição por Annabella Summers em Sex Abr 20 2012, 15:26, editado 3 vez(es)
avatar
Annabella Summers


Mensagens : 43
Data de inscrição : 28/01/2012
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Sammi Scarllat em Ter Jan 31 2012, 14:39

Passei pelos chalés, não queria ver a cara de Melanie e não gostaria menos ainda de ver os meus outros irmãos no chalé de Ares vindo com papinho e regrinhas idiotas pra cima de mim então resolvi sair e passiar pelo meio para ve a frente dos chalés vizinhos.

Percebi que uma garota loira estava um pouco perdida enquanto entrava em seu chalé,
era provavelmente filha de Afrodite. Não tive muita esperiencia com filhas de Afrodite mais achava elas patricinhas demais para querer passar perto de seu chalé. Por bondade bati na porta querendo ajudar a menina que não parecia nada bem se olhando no espelho.


-Ei garota você esta bem?- eu disse olhando para o chão para que ela pudesse reorganizar seu rosto palido.
avatar
Sammi Scarllat


Mensagens : 387
Data de inscrição : 11/01/2012
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Annabella Summers em Ter Jan 31 2012, 14:58

"Ei garota você esta bem ?" Ouço uma garota dizer, olho a porta e vejo uma garota loira, me levanto do chão rapidamente a olhando, nem sabia o que dizer, pois eu estava nervosa.
- Ah.. Sim eu estou bem - Digo dando um sorriso, aliás foi um sorriso não convincente, um sorriso triste e amargo, eu estava confusa por estar ali, não sabia o que fazer no meio de tantas pessoas, pessoas bem melhores do que eu. A olhando, dou um suspiro indo-me sentar a ponta da cama.
- Na verdade não estou bem, estou.. Nervosa - Suspiro


Última edição por Annabella Summers em Sex Abr 20 2012, 15:27, editado 4 vez(es)
avatar
Annabella Summers


Mensagens : 43
Data de inscrição : 28/01/2012
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Sammi Scarllat em Ter Jan 31 2012, 15:14

Olho seu rosto ela parecia um pouco nervosa mesmo e isso me fez dar um sorriso calmo e fino enquanto a olhava.

-Ei calma! Se você e novata não precisa ficar assim,estou aqui a pouco tempo como você e sabe se sé sentir fraca alguém vem e te passa uma rasteira.- pela primeira vez falava algo prospero para a garoto na minha forma de ver as coisas.

Apontei para o chalé de vermelho descascado na qual havia um javali em cima, olhei novamente para ela e percebi que ela não parecia uma filha de Afrodite ela não era frazil e mole ela parecia apenas pralizada pelo medo.

-Ei, eu sou do chalé 05 garota se precisar de algo estou lá!Tente se manter viva, preciso ir -disse indo embora com pequeno asceno de mão.

Não queria que ela me entendesse mal mais quando cheguei aqui preferia resolver isso do meu modo sozinha e sabia que gente te agarrando e finzindo um chorro era pior do que contar ao mundo inteiro por isso resolvir ir para o meu chalé.


Encerrado
avatar
Sammi Scarllat


Mensagens : 387
Data de inscrição : 11/01/2012
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Annabella Summers em Ter Jan 31 2012, 15:28

"-Ei calma! Se você e novata não precisa ficar assim,estou aqui a pouco tempo como você e sabe se sé sentir fraca alguém vem e te passa uma rasteira.-" Sorrio ao ouvir aquilo, e respiro fundo, gostei da mesma, ela parecia ser uma boa pessoa, parecia ser.. Corajosa, até mais do que eu.
"-Ei, eu sou do chalé 05 garota se precisar de algo estou lá!Tente se manter viva, preciso ir" -
- Ok - Sorri a mesma a vendo partir. Vou até minha cama pegando umas roupas, vou até o banheiro, visto-me, arrumo meu cabelo, saio do banheiro indo a minha cama novamente pegando um livro para ler, deito-me e abro na primeira página. Estava um tédio ficar ali, então resolvi sair do quarto e ir encontrar a garota loira em seu chalé, para pelo menos conversar um pouco, eu gostara dela, ela parecia ser gente boa. Levanto-me da cama, saindo do chalé e fechando a porta, caminhando, vejo um chalé. Indo até o mesmo.


ENCERRADO



Última edição por Annabella Summers em Sex Abr 20 2012, 15:27, editado 2 vez(es)
avatar
Annabella Summers


Mensagens : 43
Data de inscrição : 28/01/2012
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Narrador em Ter Jan 31 2012, 21:32

TURNO ENCERRADO!


Novo turno iniciando-se dia 01 de Fevereiro e encerrando em 15 de Fevereiro.
avatar
Narrador

Mensagens : 136
Data de inscrição : 23/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Annabella Summers em Sab Fev 18 2012, 07:15

Entrei no chalé, dando passos curtos e fechando a porta devagar, caminho até o banheiro de cabeça baixa, ainda pensativa como sempre, respiro fundo, olho-me no espelho por um tempo, lembro-me de meu pai, de todas as vezes que ele me fazia rir e brincava comigo, e de todas as vezes que ele me avisava que o mundo lá fora era perigoso ele faz falta, muita falta, e eu era um nada sem ele, "Eu queria você aqui do meu lado agora" sussurro a mim mesma, ainda olhando-me ao espelho, sinto meus olhos se encherem de lágrimas, engulo o choro, jogando água em meu rosto, fecho os olhos respirando fundo, eu tinha que ser forte, não podia desistir de tudo, não podia ser fraca, eu tinha de cumprir o que ele pediu, de eu ser forte sempre, mesmo tendo vários problemas, suspiro. Seco meu rosto, saio do banheiro, amarrando meu cabelo em um coque vou a minha cama, sentando-me na mesma, e cruzando as pernas, pego o livro de baixo do travesseiro e abro-o aonde estava o marcador e começo a ler desde da parte em que parei, abri a gaveta da mesinha ao lado de minha cama e peguei meu diário, é, um diário, resolvi ter um diário para desabafar, já que eu não tenho mais a minha amiga aqui comigo, fecho o livro na Pág. onde havia lido, guardo-o na gaveta, pego uma caneta, abrindo o diário, e começo a escrever tudo que eu estava sentindo e pensando sobre aquele lugar, aquele lugar que me deixava mal e depressiva. (...) Passou-se um tempo, depois de que desabafei e chorei rios de lágrimas resolvi dormir, coloquei o diário de baixo do travesseiro, deitei-me, tapando só minhas pernas com o lençol e fecho os olhos, para dormir.

ENCERRADO


Última edição por Annabella Summers em Sab Fev 18 2012, 17:23, editado 2 vez(es)
avatar
Annabella Summers


Mensagens : 43
Data de inscrição : 28/01/2012
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-sangue

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Effy Voegele em Sab Fev 18 2012, 16:02

Effy andou pelo acampamento, andava com suas malas, eram mais ou menos umas 5 que ela estava levando, até chegar no chalé de Afrodite, ela não queria ficar ali, mas queria saber pelo menos como era lá, ela viu o chalé. Pela decoração dava para imaginar como eram suas irmãs. Ela jogou suas malas na cama que estava sem nada, ela abriu uma de suas malas, uma estava cheia de bebidas alcoólicas e outra cheia de cigarro. Ela pegou um dos cigarros e acendeu com o esqueiro que estava em seu bolso, logo após de dar uma tragada ela se sentiu mais calma, e pegou seu esqueiro queimando parte da comoda que estava do lado da cama, logo depois queimou parte da cortina da janela e quando parte havia pegado fogo ela apagou.

Deu mais uma tragada em seu cigarro e riu das partes do chalé queimadas, ela gostou de ficar sozinha ela não queria desfazer sua mala, aquilo realmente era um inferno, ela estava entediada e a única coisa que possuía eram seus cigarros e sua bebidas, ela pegou uma garrafa e deu um gole, antes de seu cigarro acabar e depois pegou outro acendendo também. Ela dava tragadas em seu cigarro e depois dava alguns goles, mas seu quarto já estava coberto pela fumaça, quem nem deixava espaço para respirar, então guardou as malas com os cigarros e as garrafas de bebidas em baixo da cama e saiu do quarto, indo para qualquer lugar onde pudesse beber e fumar sozinha.

ENCERRADO
avatar
Effy Voegele


Mensagens : 30
Data de inscrição : 14/02/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Afrodite

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum